Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Presença dos Asiáticos no Mundo

8 de Janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Intercâmbios | Tags: , , , , , | 2 Comentários »

Na América do Sul é relativamente baixa a presença das populações asiáticas, quando comparado com o resto do mundo. São os seus imigrantes e descendentes, que não chegam a um por cento da população total deste continente.

Mas, os chineses e os indianos, estão presentes inicialmente na própria Ásia, fora do seu país de origem. No Sudeste asiático chega a um terço a população de origem chinesa, e outro terço o de origem indiana, como em Cingapura. Na Tailândia os chineses foram obrigados a mudarem os seus nomes para os locais, mas como etnia continuam iguais. E a China considera como sua Hong Kong, Macau e até Taiwan. Em países populosos como a Indonésia, Paquistão e Bangladesh também eles são importantes. São as elites empresariais, principalmente bancárias e comerciais.

Na América do Norte e na Europa a presença chinesa é muito importante, principalmente em algumas grandes cidades como Nova Iorque e Londres. Os indianos estão presentes em algumas regiões destes continentes. Ambos são importantes como acadêmicos nas grandes e prestigiadas universidades. Muitos voltam para os seus países de origem depois de acumularem experiências em centros desenvolvidos de tecnologia.

Nos países que ainda aceitam imigrantes como o Canadá e a Austrália, os chineses e indianos também estão presentes, de forma expressiva. Em alguns países africanos os indianos são tradicionais, e recentemente está aumentando a presença chinesa.

Chega-se a estimar que a presença dos chineses e seus descendentes no exterior cheguem à cerca de 250 milhões de habitantes. Possuem um elevado nível de renda per capita, que resultaria na dimensão de uma economia do porte da norte-americana. E parece relevante que os chineses, ainda que morando no exterior por gerações, preservam os registros civis nas regiões de onde são originários. Muitos mantêm a cultura dos seus antepassados.

Ainda que não tenham a importância dos chineses, os indianos marcam a sua presença, tanto nas atividades comerciais como acadêmicas. Os demais asiáticos, como japoneses e coreanos, em números mais modestos, também estão presentes em muitos países mundo afora. Os países relativamente populosos como a própria China, a Indonésia, Paquistão, Bangladesh e até as Filipinas estão presentes onde exista emprego, como no Japão, mesmo que como imigrantes temporários.

Deve-se notar que estes asiáticos acabam ajudando no aumento do intercâmbio dos países que habitam com os de sua origem, contribuindo para a globalização das atividades econômicas. O interesse deles volta-se, recentemente, para regiões novas como a África e a América do Sul.


2 Comentários para “Presença dos Asiáticos no Mundo”

  1. Milton Ifuki
    1  escreveu às 09:14 em 10 de Janeiro de 2010:

    Singapura é um caso interessante de presença chinesa e indiana, onde os chineses dominaram a economia e a política e os indianos ocuparam as atividades braçais.

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 08:58 em 4 de Fevereiro de 2010:

    Caro Milton Ifuki, obrigado pelo comentário e pela resposta tardia. Estamos nos estruturando melhor, com aperfeiçoamentos contínuos. Espero que divulgue o site junto os seus amigos. Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: