Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

A Alimentação Com Produtos Orgânicos

7 de Março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Gastronomia | Tags: , , , , ,

inhames O mercado vai se tornando cada vez mais exigente e muitos consumidores passam a evitar produtos que utilizam fertilizantes e defensivos químicos, que sempre deixam resíduos indesejáveis no corpo humano. Estima-se que as vendas destes produtos naturais e orgânicos crescem cerca de 30% ao ano em São Paulo.

Para atender esta demanda, muitos produtores, inicialmente pequenos, foram aparecendo no mercado. No Parque da Água Branca existe uma feira tradicional onde, aos sábados, os agricultores se reúnem para apresentar os seus produtos. Algumas feiras pequenas também reúnem estes produtores, e até na Ceagesp já existe uma banca especializada nestes produtos.

Com a ampliação deste mercado, grandes produtores e organizações passaram a produzir em escala, para vendas em determinados supermercados, usando técnicas especiais e certificando os seus produtos com controladores de qualidade independentes. Entre eles, destaca-se a Korin, que tem uma ampla linha de produtos que já chegam a ser exportados.

Os seus frangos e ovos já viraram uma marca conhecida, e estão sendo utilizados em restaurantes que se preocupam com a qualidade dos produtos que utilizam como matéria-prima dos seus pratos. Além das frutas, legumes e hortaliças mais conhecidas, as linhas de produtos caminham para o mel e própolis, passando por cereais como arroz, soja e feijão, embalados a vácuo.

Outros produtos industrializados ou que exigem tratamentos especiais, como água mineral com flúor natural, sucos de soja orgânica e café já torrado estão disponíveis, podendo ser encomendados para entregas domiciliares.

Estas grandes organizações estão se preparando para ampliar as suas exportações, participando de feiras especializadas no exterior. Produtos liofilizados orgânicos começam a aumentar a sua produção, sendo que o pioneiro é o abacaxi produzido no sistema de agrofloresta, que restabelece matas com árvores e plantas de variadas espécies, inclusive produtoras de frutas. São produtos que alcançam bons preços em mercados sofisticados, como a Alemanha e a Suíça.

Pouco conhecido dos próprios brasileiros é o cará ou inhame de grande dimensão produzida no Nordeste brasileiro em terra arenosa (chega a cerca de 20 quilos cada), que alcança ótimo preço no mercado europeu, para a produção de purês de elevada qualidade. Melhor do que da batata tradicional, sem o uso de fertilizantes ou defensivos que são exigidos intensamente nas produções brasileiras.

Estas produções orgânicas são adequadas para pequenos produtores rurais, de base familiar, proporcionando rendas suficientes para o seu sustento e progresso social, podendo reduzir os lamentáveis “sem terras”.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: