Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Shojin Ryori na Pauta

22 de Março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Gastronomia | Tags: , , | 3 Comentários »

Dois importantes veículos de comunicação do Brasil, conhecidos nos meios relacionados com a gastronomia, já destacaram a visita do chef Toshio Tanahashi, com notas especiais sobre o assunto.

Na última quinta-feira, o suplemento Paladar, do jornal O Estado de S.Paulo, influenciado por Ilan Kow, publicou uma entrevista feita com este renomado chef especialista em Shojin Ryori, culinária natural baseada na filosofia budista, que visita o Brasil pela primeira vez. Ele é reconhecido no Japão, Estados Unidos e Europa, e trabalha pela divulgação desta orientação culinária.

Na entrevista, o chef Toshio Tanahashi ressalta que existe uma preocupação que começa antes da preparação dos pratos em si. Uma atitude de profundo respeito pela saúde dos seres humanos como de todo o meio ambiente que o cerca, que vai da escolha dos produtos utilizados até no seu preparo.

Não se trata somente da elaboração de um prato para atender o apetite dos que o vão utilizar, mas de uma harmonia filosófica, dentro dos preceitos budistas, o que deve ser feito com parcimônia, numa atitude zen.

Outro veículo muito influente junto a todos que procuram indicações gastronômicas em São Paulo, a Veja São Paulo, traz uma matéria do especialista Arnaldo Lourençato com destaque sobre as técnicas utilizadas pelo chef Toshio Tanahashi. A sua especialidade é uma espécie de “tofu de gergelim”, que é algo parecido com um flan, apresentado com “wasaki” (um tipo especial de raiz forte).

Para a sua feitura, utiliza-se um “suribashi”, um utensílio redondo de cerâmica raiado, que com um pilão, vai moendo o gergelim até formar uma pasta. Entende-se que o redondo é o símbolo do círculo perfeito budista, e o movimento contínuo feito durante o seu preparo permite a meditação do chef, numa atitude zen.

Portanto, muitos brasileiros terão a oportunidade de conhecer que a culinária consagrada no Japão, mas que vem de toda a Ásia, vai muito além do simples alimentar-se fisicamente de forma prazerosa, mas na própria preparação espiritual tanto dos comensais como dos que os preparam.

Evita-se utilizar a carne, mesmo de peixe, e as matérias-primas utilizam produtos orgânicos, que certamente são mais saudáveis para os seres humanos e para o meio ambiente.


3 Comentários para “Shojin Ryori na Pauta”

  1. Koshiro Nishikuni
    1  escreveu às 21:22 em 25 de Março de 2010:

    Um assunto muito importante que todos deveriam ter a ciência desta filosofia zen budista.
    O respeito pela natureza, a gratidão.
    A saúde como manifestação ou materialização do nosso estado espiritual.
    Muito obrigado pelas informações preciosas sobre shojin ryori.

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 18:18 em 27 de Março de 2010:

    Caro Dr. Koshiro Nishikuni,

    Uma opinião como a sua tem muito peso, tanto pelo seu conhecimento médico como sua formação.

    Vou transmitir aos Chefs que vem trabalhando neste Shojin Ryori.

    Paulo Yokota

  3. Paulo Yokota
    3  escreveu às 09:01 em 28 de Março de 2010:

    Caro Dr. Koshiro Nishikuni,

    Obrigado pelo comentário, muito importante pela sua autoridade como médico e conhecedor das coisas japonesas.

    Na convivência que tive com o Chef Toshio Tanahashi por alguns dias aprendí muito, e espero que os Chefs brasileiros também, melhorando cada vez mais a nossa alimentação.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: