Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Traduções do Google

13 de março de 2010
Por: Kazuhiro Kurita | Seção: Notícias | Tags: , ,

Muitas pessoas que visitam nosso site utilizam as traduções eletrônicas efetuadas pelo Google, para 52 diferentes idiomas, constatam dificuldades, com várias expressões incompreensíveis.

Hoje, a Folha de S.Paulo reproduz um artigo do jornalista Miguel Helft do New York Times informando que o Google pretende melhorar este instrumento, que se torna indispensável no mundo globalizado.

Na medida em que estas traduções muito rápidas são efetuadas eletronicamente entre línguas que possuem estruturas totalmente diferentes, é compreensível que muitas acabem traduzindo somente palavras soltas, nem sempre formando uma frase compreensível. Muitas palavras nem podem ser traduzidas, e figuram na língua original.

Em geral, constata-se que o sentido genérico dos textos acaba sendo compreensível, ficando evidente o que está totalmente equivocado. O que está acontecendo, recentemente, é o uso de um banco de dados gigantesco que registra as expressões mais utilizadas em diversos idiomas, permitindo a tradução de frases e não de palavras.

Sempre continuará havendo dificuldades, mas estes aperfeiçoamentos podem melhorar estas traduções. Não é somente o Google que vem utilizando estes instrumentos que, no caso, são oferecidos gratuitamente.

No Japão, informa-se que existem bancos de dados que já acumulam expressões por mais de uma década, notadamente na tradução do japonês para o inglês e vice-versa. Com isto, estas traduções estão melhorando de qualidade, fazendo com que os erros se tornem exceções.

O que parece acontecer com o Google é a sua elevada ambição de atender simultaneamente mais de cinco dezenas de idiomas. Na medida em que isto é efetuado eletronicamente, tudo é possível, mas sempre haverá necessidade de revisões por intérpretes e tradutores, pois o relevante acaba sendo o contexto cultural em que as muitas frases e expressões estão sendo utilizadas.

De qualquer forma, estes esforços devem ser aplaudidos, pois ajudam a melhorar a compreensão entre povos de culturas muito diferentes.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: