Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Preocupações Com o Longo Prazo

1 de Maio de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais | Tags: ,

Com a exagerada ênfase dada pelos meios de comunicação aos fabulosos ganhos obtidos por algumas empresas ou pessoas, com inovações na área da microeletrônica e telecomunicações, muitos ficam com a impressão que grandes resultados podem ser obtidos “on time”. Parece conveniente que as coisas sejam colocadas nas devidas proporções, não transformando as exceções em regras.

Não há dúvida que avanços substanciais foram obtidos desde os desenvolvimentos dos primeiros trabalhos no Vale do Silício, provocando uma verdadeira revolução em todo o mundo. Mas é preciso ter a consciência que isto decorreu de muito e persistente trabalho, com muita criatividade.

A velocidade nas comunicações de todos os tipos acaba deixando a muitos a impressão que resultados imediatos podem ser obtidos, pois os casos de sucesso são destacados e recebem o merecido reconhecimento. Os muitos insucessos são esquecidos, mas eles também contribuíram para acumular conhecimentos.

O risco que uma cultura como a que predomina atualmente pode deixar é a impressão, reforçada pelo segmento financeiro das diversas sociedades, que os trabalhos de longo prazo merecem menores retornos. Uma criança normal continua necessitando de nove meses para nascer, salvo exceções, envolvendo riscos.

Os grandes projetos de infraestrutura, ainda que venham sendo acelerados nas suas construções, continuam necessitando de anos de trabalho, desde o seu planejamento. Salvo exceções mínimas, a formação de um profissional, desde seu aprendizado das primeiras letras e números, continua exigindo estudos de mais de uma década.

Países não são formados em alguns anos, cultura não se consolida em meses. É preciso dar tempo ao tempo. E tudo exige muito trabalho, acumulação de poupanças, produções superiores aos consumos, paciência.

Parece que a educação necessita enfatizar os jovens em formação a importância do futuro, pois estamos entrando num perigoso período da história da humanidade em que muitos acham que resultados persistentes podem ser obtidos num estalo de genialidade.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: