Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Lamentável e Insano Incidente na Escola do Realengo

8 de Abril de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais | Tags: , , | 2 Comentários »

Por mais que se deseje calar em respeito a todos os brasileiros enlutados com o lamentável e insano incidente de ontem na escola de Realengo, Rio de Janeiro, principalmente aos familiares das crianças que se tornaram vítimas, não se pode deixar de registrar a nossa solidariedade e indignação diante desta violência. Mesmo que especialistas diagnostiquem tecnicamente a mente perturbada deste assassino, precisamos admitir que todos nós temos parte das responsabilidades pelas atuais desconsiderações pela vida.

Nossas televisões, cinemas e a mídia em geral disseminam cenas de violência que afetam as mentes mais frágeis, sem que os seus responsáveis efetuem uma autocensura desta banalização da vida. E nos calamos diante destas calamidades alegando repúdio a censura, mesmo sabendo que elas terão consequências. Nos trailers de alguns filmes são apresentadas cenas tão violentas que parecem que os seus responsáveis estão fazendo uma contrapropaganda para que os frequentadores não os assistam.

Só nos resta orar para que este indescritível episódio seja único, e não favoreça outros semelhantes entre nós. Já temos violência demais no nosso mundo para nos considerarmos racionais e humanos. Basta!

10740647imagesCAZZAGWX

Presidente Dilma Rousseff se emociona ao comentar a tragédia


2 Comentários para “Lamentável e Insano Incidente na Escola do Realengo”

  1. andreia de oliveira
    1  escreveu às 06:36 em 10 de Abril de 2011:

    nossa foi orrível sinto mto penso e se fosse comigo forças pras famílias que perderam seus filhos.. não há justiça pois o assasino ja foi morto mais tem providencias a tomar a respeito de todas as escolas do brasil e do mundo!! vamos tomar as devidas providencias pra que isso não volte acontecer!! obrigada

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 07:28 em 10 de Abril de 2011:

    Cara Andreia de Oliveira,

    Obrigado pelos comentários. Realmente, trata-se de uma responsabilidade coletiva, e demos começar a agir proibindo armas que acabam chegando nas mãos de insanos.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: