Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Multiplicação de Cursos MBAs e a Demanda de Pós-Graduados

3 de Maio de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, Política | Tags: , , | 2 Comentários »

Um interessante artigo da Samantha Pearson foi publicado no Financial Times discutindo a multiplicação de cursos, principalmente de MBAs, no Brasil, tanto para atender estudantes brasileiros como os provenientes do exterior, bem como noticiando sobre os estudantes brasileiros que vão fazer estes cursos no exterior. Tudo indica que o interesse pela economia brasileira e suas empresas está aumentando no exterior, considerando as potencialidades do Brasil como país emergente, que exige recursos humanos de qualidade de forma crescente, treinados em seus ambientes culturais, que diferem de país para país. Uma grande diferença apontada é a quantidade de cursos de tempo parcial no Brasil, com menor duração e carga horária.

No exterior, notadamente nos Estados Unidos e na Europa, estes cursos são o mínimo exigido para os candidatos aos cargos executivos nas empresas, e o artigo observa que os graduados nos cursos superiores do Brasil (chamados pelos norte-americanos de undergratuated) já começam suas carreiras, utilizando os MBAs como um aperfeiçoamento, feitos fora dos experientes normais dos seus empregos. Na realidade, no Brasil existem diversos tipos de MBAs, dos mais complexos, inclusive os ministrados em inglês e com convênios com consagradas universidades no exterior, até os mais simples.

imagesCA1OFKRYFIA-Logo-placeholder-_384x70imagesCAXHRYHW

Antigamente, os cursos superiores no Brasil eram suficientes para se obter bons empregos, mas, com o natural desenvolvimento, muitos bacharelados foram procurar aperfeiçoamentos no exterior em cursos de mestrado e doutorado, visando inicialmente carreiras acadêmicas. Com a sua evolução, tanto nas atividades nas universidades como nas empresas, passou-se a dar preferência, para os postos de maior relevância aos profissionais que tinham formações mais completas, até porque o bacharelado deteriorou-se ao aumentar a quantidade de formandos. A experiência internacional tornou-se também relevante, também porque os cursos eram mais longos e intensivos, ainda que de custo mais elevado, parcialmente atendido por bolsas de estudos.

O volume da demanda justificou, inicialmente, alguns cursos de pós-graduados locais, para se caminhar depois para os chamados MBAs, ainda que em tempo parcial. As experiências com as universidades estrangeiras acabaram por proporcionar amplas alternativas, inclusive com cursos ministrados em inglês, em convênios com instituições internacionais. Alguns estudantes provenientes do exterior acabaram por se interessar pelos cursos dados no Brasil, para conseguirem maior familiaridade com as culturas locais.

Ainda que nos currículos dos candidatos estes cursos sejam considerados, uma avaliação mais profunda está sendo exigida, pois o simples diploma nem sempre significava capacidade, mesmo de instituições credenciadas, até porque talentos sempre foram diferenciados, exigindo maiores facilidades na inserção em ambientes onde sempre estão presentes interesses grupais.

Com o deslocamento dos eixos dinâmicos para as economias emergentes como a China e a Índia, está se evoluindo para os que, além dos cursos do tipo MBAs, tenham experiências com ambientes considerados diferenciados, como os asiáticos, com conhecimentos e relacionamentos de suas culturas, com grandes e bruscas mudanças políticas e legais, dinâmicas de rápidas evoluções. O artigo do Financial Times menciona até o jeitinho brasileiro, mas o que se pode observar é que sempre existe o “zezinho” português ou até o “quebra-galho” chinês que facilite o que até mesmo o mais preparado profissional não consegue, superando as diferentes burocracias que existem, em maior ou menor grau, em qualquer sociedade.


2 Comentários para “Multiplicação de Cursos MBAs e a Demanda de Pós-Graduados”

  1. Multiplicação de Cursos MBAs e a Demanda de Pós-Graduados » Asia … | Info Brasil
    1  escreveu às 16:40 em 3 de Maio de 2011:

    […] the rest here: Multiplicação de Cursos MBAs e a Demanda de Pós-Graduados » Asia … Tweet This […]

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 21:28 em 3 de Maio de 2011:

    Thank you for your comments.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: