Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Turismo na Ilha Grande e Gastronomia com Shin Koike

30 de setembro de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias, Saúde, Turismo | Tags: , , , ,

Shin Koike, consagrado chef do restaurante Aizomê que apresenta uma esmerada cozinha japonesa contemporânea em São Paulo, que conta com grande prestígio merecido da crítica e do público. Ele comanda um original programa turístico, cultural e gastronômico na famosa Ilha Grande, em Angra dos Reis, Rio de Janeiro, para um número limitado de participantes. O evento conta com o apoio do “Do Cultural”, de Jô Takahashi, e informações detalhadas estão disponíveis no [email protected]@group.com ou pelo telefone 11-5574-0045, que podem ser utilizados para as reservas.

Muitos devem saber que esta paradisíaca Ilha Grande tem um passado rico em eventos históricos, além de contar com sua excepcional beleza. Teve dois presídios desde a época do Império que permitiram a preservação de sua exuberante natureza. Entre outras figuras políticas famosas, lá ficou preso Graciliano Ramos que escreveu “Memórias do Cárcere”.

Dista cerca de 100 quilômetros da Ilha Anchieta, onde membros do Shindo Renmei ficaram retidos, e tudo indica que sua beleza natural foi conservada intacta pela existência dos presídios cujas ruínas são também motivos de atração dos turistas. Informa-se que muitos descendentes de japoneses viveram nesta região da pesca da sardinha e produção do chamado “dashí”, que é seco, para a produção de molhos para o “missogiru”, a sopa de missô, principalmente quando ainda não se dispunha de produtos melhores importados. Alguns dos seus descendentes se tornaram proprietário das muitas pousadas existentes na Ilha.

Shin Koike, chef fusion. Foto divulgaçãoazm_01_01_72

SANY0008SANY0030

Chef Shin Koike,que preparará pratos da cozinha contemporânea japonesa na Ilha Grande

Todos sabem que este litoral brasileiro ganhou um forte impulso com a construção da rodovia Rio-Santos que serpenteia por áreas onde as montanhas chegam ao mar, mantendo parte da Mata Atlântica, formando mil baías onde a viagem por elas já é um passeio imperdível, um colírio para os olhos, recebendo a agradável brisa marítima e o ar puro que não pode ser mais sentido nas grandes metrópoles.

Os participantes podem chegar facilmente a Angra dos Reis, cujas usinas nucleares são seguras, havendo conduções especiais preparadas para tanto, bem como acomodações adequadas na pousada Nautilius. Passeios de barco poderão ser efetuados ao redor da Ilha Grande ou pela Angra de rara beleza. Está prevista uma visita à criação de peixes beijupirá e de vieiras mantida pelos proprietários da pousada a ser utilizada.

Na parte gastronômica, está sendo preparado um almoço à sombra dos coqueiros, com grelhados e receitas com inspirações asiáticas que já dá água na boca. No jantar, será servido um bufê francês numa embarcação de nome Flutuante (nem todos sabem que Shin Koike, que trabalhava num restaurante francês em Tóquio, tem experiência que o qualifica para uma fusion competente na sua arte). Alguns dos seus famosos pratos da contemporânea cozinha japonesa serão oferecidos, com frescas matérias-primas locais, dentro do paradisíaco ambiente desta conhecida Ilha tropical. Um programa único numa ambientação rara.

Certamente, o evento será inesquecível para todos os participantes, uma oportunidade fora de série para usufruir o que melhor se pode dispor nas proximidades de São Paulo e Rio de Janeiro, em Angra dos Reis, equiparável ao que existe de mais alto nível em todo o mundo, com um toque de convivência estreita com interessantes participantes numa ambientação incomparável.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: