Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

A Mistura Contemporânea de Nihonga e Mangá

8 de Fevereiro de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , ,

Segundo o autor Matthew Larking, o artigo publicado no The Japan Times sobre o trabalho do artista Nobuya Hoki oscila entre duas tendências principais da arte contemporânea japonesa. De um lado, a recuperação do Nihonga, o estilo japonês de pintura, e o popular mangá que se tornou conhecido em todo o mundo, como o desenho animado japonês.

O estilo do artista Nobuya Hoki é muito particular, pois ele trabalha com dois pincéis criando o que ficou conhecido como “pintura de linha dupla”, e o seu mangá é de uma tendência completamente infantil, abstrato suficiente para obscurecer qualquer narrativa especificamente.

fa20120202a2a

Parece, segundo o autor, que os anos de formação de Nobuya Hoki incluem as influências de sua infância e de sua arte. Além do mangá, ele demonstra o seu fascínio com o período Edo, do pintor Ito Jakuchu (1716-1800). Os trabalhos apresentados na atual exposição foram elaborados com nanquim.

A sua exposição está atualmente na Galeria Taka Ishii, de Kyoto. Mostra algo diferente do que se costuma atribuir tanto à pintura japonesa quanto ao mangá, como conhecido no Ocidente.

fa20120202a2b



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: