Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Indícios da Continuidade da Disputa Política na China

22 de Março de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Notícias, Política | Tags: , , ,

Num artigo publicado por Josh Chin e Brian Spegele no The Wall Street Journal, reportam-se indícios que a disputa política continua na China, mesmo depois da queda do radical conservador Bo Xilai que foi removido do posto de secretário do Partido Comunista em Chongquing, ele que tinha pretensões para ocupar um posto no poderoso Politburo. As redes sociais continuam disseminando informações, com subterfúgios para superar a censura de alguns nomes, mostrando que o clima ainda continua tenso em Beijing, com boatos e rumores de diversas tendências.

Uma versão é que Zhou Yongkang, o chefe da segurança interna, que seria um forte partidário das posições de Bo Xilai e é atualmente um dos membros do Politburo, estaria disputando com o presidente Hu Jintao, que deverá deixar o cargo com a aposentadoria neste ano. O Partido Comunista depende da fachada de que mantém a unidade, e as fontes de rumores online irritam os censores. Entre eles, os disseminados em chinês, como os dos grupos que estariam ligados ao grupo religioso Falun Gong. Para fugir da censura, utilizam-se nomes que ligam com as personalidades desejadas indiretamente.

bo-xilai20061013%20_zhou_yongkang_640

Bo Xilai e o chefe de segurança interna Zhou Yongkang, que seria partidário de suas ideias

Nem as informações do artigo mencionado, como outras que estão sendo disseminadas, permitem uma avaliação segura do que estaria acontecendo na China do ponto de vista político, mas estas profusões das mesmas já dá um indício que algo não está totalmente acomodado naquele país, mesmo com as demissões já efetuadas.

Há informações que uma pessoa faleceu numa Ferrari ao bater numa ponte, sem a sua identificação. Há rumores que se trata do filho de um alto funcionário no governo central, havendo ainda duas mulheres que foram feridas e estão internadas. O fundador do Danswei, um website que acompanha a mídia chinesa, Jeremy Goldkorn, informa que nunca viu algo parecido com o que está acontecendo na internet chinesa. Muitos nomes relacionados com estes assuntos estão sendo censurados, exigindo subterfúgios para a identificação adequada.

Um artigo escrito pelo professor Cui Zhiyuan, da famosa Universidade de Tsinghua e um dos ideólogos da Nova Esquerda, divulgado por um website Utopia, posiciona-se afirmando que as empresas estatais e privadas tiveram avanços em Chongqing sob a liderança de Bo Kilai. Enquanto isto, no Baidu, que seria o correspondente ao Google na China, todas as referências a este líder parecem ter desaparecido.

Acontecimentos como estes estão ocorrendo diariamente na China, mostrando que ainda nem tudo está consolidado. Nas reformas políticas, econômicas e de política internacional daquele país, que está sendo obrigado a reduzir o seu ritmo de crescimento, com muitos segmentos insatisfeitos na população superior a 1,5 bilhão, podem continuar a ocorrer outros desdobramentos, explicando a veemência dos pronunciamentos do presidente Hu Jintao e do premiê Wen Jiabao no último Congresso Nacional do Povo, e na entrevista à imprensa concedida ao término do mesmo.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: