Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Crescimento da Economia Brasileira Comparada

29 de Maio de 2013
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , | 2 Comentários »

Os dados de curto prazo de uma economia não devem ser considerados relevantes, sendo mais importantes as tendências de prazo mais longo. Um artigo publicado no site do Estadão no seu setor de Economia e Negócios efetua-se uma comparação internacional do crescimento econômico no primeiro trimestre. Num outro artigo publicado no site da Bloomberg, comenta-se sobre o impacto das obras relacionadas com a Copa do Mundo no crescimento da economia brasileira. Ainda que ambos procurem proporcionar uma visão mais otimista, o fato concreto é que o cenário internacional não está favorecendo projeções mais claras, havendo grandes flutuações que geram algumas preocupações.

Sinteticamente, o Estadão informa que dos países importantes no mundo, a Coreia do Sul e o Japão conseguiram um crescimento neste primeiro trimestre deste ano de 0,9%, sendo que o Brasil empatou com os Estados Unidos com um crescimento de 0,6%. O México conseguiu 0,5%, o Reino Unido 0,3% e a Alemanha 0,1% com todos os demais registrando decréscimos. Portanto, ainda que a economia brasileira não esteja brilhante, o mundo também está apresentando problemas.

logo-bloombergParceria_ESTADAO_Melhores_entre_as_Maiores_2011_logo

A matéria da Bloombeg tende a apresentar um quadro mais promissor, referindo-se às muitas obras públicas que estão em andamento, muitos deles voltados à Copa do Mundo de 2014, bem como a Copa das Confederações que deve ser realizado no próximo mês.

Mas referem-se também às carências brasileiras, como de escolas e hospitais, e com uma safra agrícola invejável, registram as reclamações dos agricultores para o escoamento dos seus produtos para os portos. Referem-se também aos debates que consideram alguns projetos prioritários, sem que haja um consenso nacional.

As insuficiências são características dos países considerados emergentes e em desenvolvimento. Também seria mais natural que estas economias conseguissem crescimentos mais significativos, pois estão ainda com bases mais baixas.

Os dados relacionados com outros países de grande porte, como a China, a Índia e a Rússia, não são disponíveis por trimestre ainda, e só são possíveis indicações mais parciais. Mas tudo indica que os seus crescimentos, que se reduziram com relação ao passado, também se mantêm acima do mundo desenvolvido.

As recuperações estão ocorrendo, mas ainda a um ritmo mais lento do que seria de se desejar. Com isto, as demandas de matérias-primas como as fornecidas pelo Brasil encontram maiores dificuldades. As concorrências entre os produtos industriais também se tornam acirradas, mostrando que as tendências gerais não são de pressões inflacionárias exageradas.

Neste cenário geral, os problemas políticos acabam se agravando, pois as insatisfações das populações de muitos países acabam se manifestando de forma aguda, exigindo ações das forças de segurança.

Já temos complicações demais, mas as dificuldades dos diversos países acabam tornando o “cobertor curto”, não permitindo atender as aspirações de todos, acabando por desencadear conflitos que exigem maiores investimentos em setores que não trazem bem estar para as populações.


2 Comentários para “Crescimento da Economia Brasileira Comparada”

  1. Crescimento da Economia Brasileira Comparada » Asia comentada | Brasil: Economia Global
    1  escreveu às 13:03 em 1 de junho de 2013:

    […] Read the rest here: Crescimento da Economia Brasileira Comparada » Asia comentada […]

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 17:22 em 1 de junho de 2013:

    Senhores,

    Obrigado pela menção.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: