Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

As Mudanças de Ministros de Dilma Rousseff

3 de Fevereiro de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Notícias, Política | Tags: , , ,

Diante das conveniências eleitorais, a presidente Dilma Rousseff iniciou as primeiras mudanças no seu ministério, que dentro das limitações políticas existentes devem ser consideradas as escolhas mais convenientes. Todos sabem que a ministra chefe da Casa Civil Gleisi Hoffmann retorna ao seu cargo de senadora para disputar o governo do Estado do Paraná e o ministro da Saúde Alexandre Padilha o governo do Estado de São Paulo, em eleições disputadas, onde os candidatos já posicionados são considerados fortes. Dentro das atuais circunstâncias, as soluções adotadas parecem as mais recomendáveis.

O posto mais relevante é sem dúvida a da Casa Civil, que dentro do atual quadro exige um titular com experiência na administração pública, que tenha também um transito adequado junto aos políticos e empresários. Aloizio Mercadante já é uma figura conhecida e experimentada na política, e sendo senador sempre encontrará maior facilidade no difícil diálogo, mesmo nos bastidores com os seus colegas políticos e empresários podendo preparar o terreno para um acerto final com a presidente. Tendo sido ministro de Ciência e Tecnologia bem como da Educação conhece toda a burocracia indispensável para o bom funcionamento do Executivo, tendo também uma visão geral dos problemas brasileiros no contexto do mundo globalizado em que se encontra o Brasil. Deve tomar as precauções para não se chocar com outros ministros, notadamente da área econômica.

Aloizio_mercadante2jose henriqueimagesR0R8IR4Uthomas2

Aloizio Mercadante       José Henrique Paim          Arthur Chioro            Thomas Traumann

Sua substituição no ministério da Educação será natural, com a ascensão do secretário geral José Henrique Paim que já vinha exercendo um papel importante neste setor. A imprensa alega que ele é réu numa Ação Civil Pública na Justiça Federal em São Paulo, da qual se defende naturalmente.

No mistério da Saúde, a presidente Dilma Rousseff escolheu Arthur Chioro que era secretário da Saúde num município do ABC paulista, tendo uma larga experiência nos assuntos relacionados com o SUS – Sistema Único de Saúde que é o principal instrumento do governo, na qual também exercia assessoria para outros municípios usando uma empresa de sua propriedade, gestão da qual estava afastado. Mas é alvo de investigação do Ministério Público.

Outra alteração que se processou foi a designação de Thomas Traumann que já vinha exercendo as funções de porta-voz do governo para substituição da ministra Helena Chagas, que parece agia exclusivamente pelos critérios técnicos, quando um governo que pretende concorrer à reeleição evidentemente utiliza toda a sua capacidade de acordo com sua conveniência eleitoral.

Tudo indica que as novas escolhas estão dentro dos critérios políticos de um governo que está no fim do atual mandato, mas que se prepara para disputar a reeleição. Considerando a necessidade de maior eficiência do governo neste período pré-eleitoral, tudo indica que as escolhas efetuadas foram adequadas, podendo atingir os objetivos que estão fixados.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: