Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Cooperação Espacial Internacional Russo-Japonesa

14 de Maio de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Notícias | Tags: , , ,

O jornal japonês Yomiuri Shimbun, num artigo de Hiromichi Uemura, noticiou com destaque a volta com sucesso do astronauta japonês Koichi Wakata, comandante da ISS – (International Spacial Station) Estação Espacial Internacional, tendo retornado a bordo da nave russa Soyuz. Ele passou seis meses no espaço, tendo companhia de cinco astronautas norte-americanos e russos. O programa continua nos próximos anos, quando está previsto que dois outros astronautas japoneses vão passar seis meses cada no ISS, cuja utilização foi prorrogada até 2024. Esta é atualmente a única estação espacial que se encontra em órbita, prevendo-se que os Estados Unidos lançarão em 2017 uma estação privada.

Esta cooperação internacional que envolve a Rússia e os Estados Unidos também pode ser interrompida, pois os russos estão descontentes com a atitude dos norte-americanos com relação à Ucrânia. O governo japonês, por intermédio do chefe de gabinete Yoshihide Suga, revelou a sua satisfação, informando que o astronauta japonês completou a sua missão com honra. Sabe que muitos projetos estão sendo executados nesta estação espacial, pois o desenvolvimento futuro exige o conhecimento das reações de muitos fenômenos, por longo período, numa estação espacial.

clip_image001

Astronauta japonês Koichi Wakata. Kenichi Matsuda / The Yomiuri Shimbun

Estes projetos espaciais envolvem pesados investimentos, mas acabam sendo motivadores de muitos desenvolvimentos paralelos, além de servir para mostrar que estes países estão tendo um desenvolvimento tecnológico que os orgulham. Koichi Wakata procurou adotar o espírito japonês de harmonia, ou seja, o wa.

O Japão, apesar de não contar com naves para lançamentos espaciais, continua fornecendo muitos equipamentos para serem utilizados nestas estações, contando ainda com uma equipe apreciável de astronautas preparados por um longo tempo para o cumprimento de diversas missões.

Como a economia mundial passa por um período de baixo crescimento, nem sempre os recursos disponíveis para estes programas estão disponíveis, havendo a necessidade de cooperação internacional que nem sempre é fácil.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: