Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Mudanças na China com a Poluição

27 de Maio de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias | Tags: , , ,

Uma inusitada manifestação da classe média chinesa acabou provocando um confronto com as forças policiais na China. Com os planos para a instalação de incineradores poluentes, a população da região, que havia comprado apartamentos nas proximidades, solicitou o seu cancelamento, no que não foi atendida. Acabou organizando uma manifestação que resultou neste confronto inusitado, mostrando ela está se organizando até para enfrentar o governo na defesa do futuro de suas crianças. Isto aconteceu em Hangzhou, mas tende a se propagar para outras localidades, colocando em risco a estabilidade social do atual governo de Xi Jinping. O assunto foi noticiado num artigo publicado no site da Bloomberg.

Todos sabem que o desenvolvimento acelerado da economia chinesa utilizando energias poluentes, como as geradas do uso do carvão mineral, além dos veículos poluentes, bem como indústrias que não providenciam despoluentes, está tornando o ar irrespirável na China, notadamente no inverno. A população está usando lenços como máscaras, mas seus benefícios são limitados. Muitos funcionários de empresas estrangeiras estão se negando a ser designados para trabalharem naquele país. O consumo de combustíveis menos poluentes, como o gás natural, ainda demandará muito tempo para alterar o quadro.

china_poluicaopoluicao

Ainda que o governo chinês procure atender as reivindicações de sua população, o fato concreto é que não tem condições de desacelerar ainda mais o crescimento de sua economia, que geraria outros problemas, como o do emprego para a sua população que está migrando do campo para as cidades.

As elevadas autoridades chinesas sabem que devem consultar a população, mas nem sempre suas orientações podem ser implementadas pelas autoridades locais, que possuem uma forte influência sobre as atividades industriais. Na realidade, administrar um país gigantesco como a China sempre apresenta problemas graves como estes.

A classe média chinesa hoje por volta de 180 milhões de pessoas está estimada chegar a mais de 300 milhões até 2022. O aumento do seu poder aquisitivo e a intolerância à poluição está incomodando o Partido Comunista. Existem fábricas que tiveram que ser desmontadas.

Sobre o incidente em Hangzhou, que chegou a bloquear estradas, a agência noticiosa oficial Xinhua informou que cerca de 60 pessoas foram detidas. Mesmo os acadêmicos chineses tão solicitando as mudanças das atuais orientações governamentais.

Este processo de participação da população nas decisões ainda terá muitos atritos. Tinha sido enviado um questionário longo para a população local sobre o projeto do incinerador, e todos pensavam que seriam ouvidos, mas a sua ignorância acabou gerando o conflito.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: