Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Retrospectiva no Japão Sobre o Mais Conhecido no Exterior

28 de Maio de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias | Tags: , , ,

Este site tem procurado divulgar como o Ukiyo-e influenciou a arte na Europa e acabou conquistando até os Estados Unidos e o mundo. Um artigo publicado agora por Matthew Larking no The Japan Times informa que uma exposição que está sendo realizada no Museu da Cidade de Kobe tem o nome “Hokusai do Museu de Belas Artes de Boston” irá até Kitakyushu e voltará para Tóquio no segundo semestre deste ano. Aquele foi o evento que reuniu em larga escala a produção artística japonesas em Boston em 1892, onde a produção de Katsushika Hokusai, que utilizou diversos nomes artísticos ao longo de uma extensa carreira, era um dos grandes destaques. A exposição no Japão apresenta uma rica retrospectiva de seu trabalho.

Segundo o autor, o Ukiyo-e poderia ser encontrado na Europa a partir de pelo menos 1795, no Cabinet des Estampes, na Biblioteque Nationale de Paris. Mas teria sido na década de 1850 que Felix Bracquemont (1833-1914) encontrou um livro ilustrado por Katsushika Hokusai (1760-1849), dos muitos que foram para a Europa, que chegou à França junto com um carregamento de porcelanas. “A grande onda”, o seu mais famoso trabalho, teria chegado à Europa no início da década de 1860, tendo ajudado no grande interesse despertado sobre a gravura japonesa na Europa. A exposição em Boston, nos Estados Unidos só ocorreria em 1892.

clip_image002
O ícone: Katsushika Hokusai de "A grande onda fora da costa de Kanagawa (Kanagawa-oki Nami-ura)" da série "Trinta e seis vistas do Monte Fuji (Fugaku Sanjurokkei) ‘(ca. 1830-1834) | WILLIAM STURGIS BIGELOW COLETA, 11,17652; FOTOGRAFIA © 2014 Museu de Belas Artes de Boston. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Publicado no The Japan Times

Pelo menos quatro impressões originais que constaram da exposição feita em Boston em 1892 estarão na que atualmente se realiza no Japão, que abrange as sete décadas da produção de Hokusai, em ordem cronológica, em grupos temáticos com uma visão geral de sua produção.

Na impressão, ele estreou em 1779, quanto tinha 19 anos, e o período chamado Shunro foi dos 20 aos 35 anos. Outra fase é no seu uso da perspectiva ocidental no Ukiyo-e, quando os trabalhos continham um escrito em hiragana horizontal como no Ocidente. Por trinta anos, a partir dos seus 40 anos, já consagrado utilizou o surimono, que era utilizado no Dia do Ano Novo nos santuários. Mas foi nos seus últimos anos que ele produziu a impressão do Ukiyo-e na forma popular que hoje é conhecida.

Assim como as mudanças de nomes e estilos, Hokusai mudou de residência mais de 90 vezes, e na exposição estão exemplares originais que caracterizam suas diversas fases.

Se não for possível visitar esta exposição pessoalmente, no mínimo o seu catálogo que deve reproduzir os muitos trabalhos seria de grande interesse para todos que continuam admirando a sua contribuição que foi fundamental para as artes plásticas mundial, com característica tipicamente japonesa.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: