Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Seleção Japonesa Para a Copa do Mundo

13 de Maio de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias | Tags: , ,

Ainda que a seleção japonesa de futebol não figure entre as favoritas para a Copa do Mundo 2014, ninguém pode negar que ela esteja entre as mais abnegadas e disciplinadas, empenhando-se coletivamente sob o comando do treinador Alberto Zaccheroni, de origem italiana, podendo chegar a posições destacadas. Dos 23 jogadores convocados, mais da metade atua no exterior, possuindo experiências acumuladas nas melhores equipes europeias. O Brasil já amargou uma derrota para o Japão, não podendo ser considerada como formada por jogadores ingênuos, mas empenhados desde quando foi formada a J.League de futebol profissional. Estudos foram efetuados sobre os esportes profissionais, chegando à conclusão que metade das verbas era destinada no mundo para o futebol, levando a organização extremamente elaborada do seu sistema nacional.

Os clubes foram formados com o suporte das empresas japonesas, tendo como sede as principais cidades e a utilização de treinadores e alguns jogadores estrangeiros, principalmente brasileiros. Muitos destes se consolidaram no Japão, tendo mudado até de cidadania, onde alguns são astros locais requisitados para as grandes campanhas publicitárias, mesmo não sendo famosos no Brasil. Toda a organização é profissional, e os estádios ficam lotados com torcidas organizadas mais disciplinadas, que cantam o tempo todo pelas suas equipes de preferência. O Japão veio organizando a Copa do Mundo de clubes, originalmente a Copa Toyota, hoje da FIFA, onde muitos times brasileiros disputaram até a final com campeões europeus, conseguindo se consagrar campeões mundiais. Muitos jogos são apresentados pela televisão, e o futebol compete com outros esportes populares do Japão, como o beisebol e o sumô.

clip_image001

Alguns jogadores já são conhecidos internacionalmente, sendo ídolos dos japoneses, como Shinji Kagawa, que começou no Cerezo Osaka, passou pelo Borussia Dortmund na Alemanha, e hoje atua no Manchester United do Reino Unido. Outro como Keisuke Honda começou no Nagoya Grampus, foi do VVV Vento da Holanda, do CSKA Moscow russo e está no Milan da Itália. Portanto, com invejáveis carreiras internacionais.

Como a seleção feminina de futebol do Japão conquistou a Copa do Mundo, suas jogadoras ficaram conhecidas carinhosamente como Nadeshiko, uma planta persistente, tornando-se heroínas nacionais. Agora, os membros da seleção masculina se denominam Samurais Blues, tentando encarnar o espírito expresso no Código de Honra daqueles guerreiros.

Se a seleção japonesa conseguir uma classificação honrosa, não deve ser nenhuma surpresa, pois sua organização para o futebol deve ser destacada. Na chave no Grupo C, em que estão os japoneses, também estão a Colômbia, a Grécia e a Costa do Marfim.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: