Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Tradicional Medicina Chinesa no Exterior

5 de Maio de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Notícias, Saúde | Tags: , , ,

Um interessante artigo foi publicado por Amy Ele, de Nova York, no China Daily na sua edição voltada para os Estados Unidos. Ela comenta que está aumentando o uso de ervas chinesas usada como medicamentos, até por que a Clínica Cleveland abriu um setor para atender a demanda dos pacientes, que começam dos descendentes de chineses. Seria uma medicação alternativa para determinadas doenças comuns como alergias, problemas digestivos, menopausa, náuseas crônicas e infertilidade. Uma especialista em medicina tradicional chinesa, Melissa Young, informa que a “farmácia” está sendo supervisionada por um médico, para dar a devida segurança.

Um herbalista chinês cuida do setor, e já existem consultas e acompanhamentos que estão sendo proporcionados para pacientes que são encaminhados por acupunturistas. A iniciativa teve andamento, pois alguns pacientes se deslocavam a outros Estados para obter as ervas desejadas. É preciso informar que na China como em muitos países do Sudeste Asiático encontram-se tais “farmácias” com um estoque de produtos para atender as demandas dos que conhecem seus efeitos, tendo já experimentado com sucesso, ainda que não esteja comprovada pelas técnicas científicas ocidentais. Também pacientes de outros locais estão chegando a esta Clínica Cleveland.

KazuC

Os médicos estão acompanhando os potenciais efeitos ou efeitos colaterais destes medicamentos baseados nas plantas, como nos aspectos hepáticos e renais. Além da Clínica Cleveland nos Estados Unidos, também a Universidade de Chicago e de Northwestern estão oferecendo estes serviços.

Shaobai Wang, um especialista em ervas chinesas, e um acupunturista que é o proprietário de duas clínicas em Nova York informam que a demanda está crescendo. Informa-se que muitos preferem o chamado caminho natural que o emprego destas ervas.

Informa-se, também, que o mesmo está acontecendo no Reino Unido e na Alemanha, fazendo com que a tradicional medicina chinesa se torne mais conhecida em diversas partes do mundo.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: