Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

O Problema das Informações

25 de Fevereiro de 2015
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, Política | Tags: , ,

clip_image001Qualquer governo necessita de informações do que pode acontecer para tomar providências antecipadamente, como no caso dos bloqueios dos caminhoneiros, ainda que possam ser justos.

Num movimento desarticulado, mas gigantesco, caminhoneiros bloqueiam importantes estradas pelo Brasil

Por mais que sejam justas muitas das reivindicações que estão sendo apresentadas pelos caminhoneiros em todo o Brasil, de forma não unificada, o governo não pode ser apanhado de surpresa diante de sua dimensão e as suas consequências sobre toda a economia. Sua reação está sendo lenta e ineficaz.

Como no regime autoritário brasileiro, o SNI – Serviço Nacional de Informações certamente cometeu muitos abusos. Depois que o sistema político voltou a ser democrático, muitas autoridades ficaram inibidas para a montagem de um sistema adequado de dados antecipados sobre o que pode acontecer no Brasil, que sempre pode gerar distorções, necessitando ser controlado. Sem se antecipar com ações tendo uma noção da dimensão que estes movimentos, por mais justos que possam ser os pleitos, não se podem providenciar medidas emergenciais que minimizem os seus danos ao país como um todo.

Neste caso, o simples acompanhamento das redes sociais e uma avaliação superficial da situações desconfortáveis pelo que passavam os caminhoneiros, vitais para o transporte no Brasil, permitiria uma prévia articulação governamental para minimizar os seus efeitos negativos ao abastecimento da população e dano a todo o sistema produtivo.

É histórico que os meios de transporte são vitais para as economias e seus controles, por quem quer seja, poderiam afetar os demais setores que nada tenha com o problema de forma profunda. Num período vital para o escoamento da safra brasileira, o governo federal como as autoridades locais estão sendo apanhados quase de surpresa por este movimento, que ganhou uma dimensão que não era sequer esperada pelos manifestantes. E eles não estão articulados, nem regionalmente ou em escala nacional, dificultando a negociação das autoridades.

Estes setores vitais da economia necessitam ser acompanhados nas suas evoluções, pois suas paralisações podem causar danos gerais, como os que estão ocorrendo. É evidente que a conjuntura econômica está sendo desfavorável, com elevação dos preços dos combustíveis, dos encargos sobre os financiamentos dos veículos, como de custos relacionados com os transportes, ao mesmo tempo em que as tarifas não apresentam condições de elevação diante das dificuldades nas colocações das cargas.

O governo não pode deixar que a impressão de caos se estenda, pois acabará provocando manifestações semelhantes em outros setores da economia brasileira, aumentando o poder de negociação que pode estar colocando dificuldades, que nem sempre podem ser superadas facilmente.

Parece que o governo necessita estar aparelhado para a obtenção destas informações vitais para que todo o Brasil não seja prejudicado por qualquer setor, ainda que existam distorções que precisam ser corrigidas.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: