Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Aumento do Uso do Balcão nos Restaurantes Brasileiros

21 de Janeiro de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Gastronomia | Tags: , ,

clip_image002Um artigo publicado por Luiza Fecarotta e Magê Flores na Folha de S.Paulo informa que alguns restaurantes brasileiros começam a utilizar os balcões para servirem os fregueses, inspirados em restaurantes japoneses.

Foto que ilustra o artigo publicado na Folha de S.Paulo

O artigo informa, com base no depoimento de alguns chefs e proprietários de restaurantes, que a adaptação da disposição dos estabelecimentos japoneses para o Brasil facilita os contatos com os clientes e ajudam a reduzir os custos, notadamente com o pessoal de salão. Nos períodos de crise como esta pela qual passa a economia brasileira, alguns estão adaptando estas formas muito utilizadas no Japão.

Naquele país, os clientes contam com oportunidade para conversar com os chefs, procurando se informar sobre as procedências de muitos materiais utilizados, bem como as técnicas utilizadas. Este intercâmbio ajuda os chefs a conhecer as preferências dos clientes habituais, aperfeiçoando as formas de melhor atendê-los.

Nos restaurantes japoneses, quando existem opções entre o balcão e as mesas, os primeiros lugares a serem ocupados ou reservados são os próximos aos chefs, pois acompanhar o preparo dos alimentos faz parte da gastronomia, onde a apreciação das técnicas utilizadas são demonstrações de interesse. Evidentemente, existem os que preferem ficar isolados para conversas mais sigilosas com seus convidados, mas a concentração na alimentação é o foco principal da refeição.

É preciso entender, também, que os espaços nos restaurantes japoneses costumam ser mínimos e aproveitados da melhor forma possível. Estes balcões costumam ser de pequenos restaurantes onde os chefs são mais conhecidos. Para visitantes do exterior, como era o meu caso, sempre tive a curiosidade de ampliar os conhecimentos, onde as conversas com os chefs eram importantes.

Em outros países, como nos Estados Unidos, muitos restaurantes utilizam os balcões para as esperas, com acompanhamento de bebidas e aperitivos, mas existem casos quando os mais íntimos acabam utilizando para suas refeições. Mas os preparos dos pratos costumam ser feitos nas cozinhas.

Sempre existem fregueses solitários, e os balcões ajudam a puxar uma conversa com os que estão trabalhando. São opções adicionais que parecem úteis, mesmo não se tratando somente do intercâmbio com os clientes ou economia de recursos humanos.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: