Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Mundo Globalizado e os Meios de Comunicação

15 de Fevereiro de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002Os avanços tecnológicos com as comunicações sociais foram mais rápidos que a capacidade dos países decidirem sobre as normas para as comunicações globalizadas, criando problemas com as diferenças culturais de cada país.

Foto que ilustra artigo no site de O Globo sobre a disputa entre o Facebook e as autoridades francesas

Os atuais meios de comunicação social não respeitam as fronteiras tradicionais que existiam antes da atual globalização que se observa no mundo. A Facebook alega que ela é regida por uma legislação da Califórnia e o judiciário francês entende que o uso de suas facilidades está sujeita as decisões na França quando lá utilizada, levando a uma disputa sobre a divulgação por um professor francês do famoso quadro de Gustave Coubert, “Origem do Mundo”, de 1866, que expõe os detalhes de uma genitália feminina.

O assunto mereceu um artigo no site de O Globo com base num despacho da Reuters, levantando o problema para ser resolvido em que local seria tomada a decisão sobre casos desta natureza.

As diferenças culturais do que seja arte e pornografia vêm desde muitos séculos, quando esculturas famosas tiveram mutiladas as genitálias masculinas numa época que autoridades eclesiásticas cristãs entendiam que elas eram inconvenientes. No Japão, até hoje as genitálias são vedadas nas fotos em revistas em decorrência da legislação existente naquele país, quando os meios de comunicação social atuais não contam mais com estruturas para serem coibidos em suas fronteiras.

Tenho algumas pinturas em minha casa de artistas famosos, meus amigos, usando modelos nuas o que minha falecida sogra considerava uma pornografia. Apesar de entender o seu ponto de vista, nunca retirei os quadros das paredes, pois éramos de gerações e culturas diferentes, ainda que preservando o devido respeito.

Entendo, como ecumenista, que alguns líderes religiosos tentem impor restrições sobre as vestimentas e comportamentos dos seus fiéis, ainda que tenhamos que ser tolerantes e respeitosos com eles, mesmo não concordando com exageradas exigências. De forma semelhante, diante das diferenças culturais existentes entre os povos, diversos assuntos recebem julgamentos diferentes. O que parece urgente é que haja um acordo internacional sobre as realidades que estão superando as fronteiras, no atual mundo globalizado. Até mesmo porque sempre haverá meios de superar estas restrições com criatividade, principalmente diante das diferenças ideológicas.

Ampliam-se as aspirações por liberdades democráticas em todo o mundo, como também sobre as formas de expressões culturais. Tentar vedar o sol com uma peneira parece cada vez mais impossível. Há que se resolver um mecanismo para as diferenças de interpretações com culturas diferentes.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: