Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Revolução na Energia Renovável nos Estados Unidos

7 de Fevereiro de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

Se existe uma indicação animadora no mundo é a aceleração das energias renováveis no mundo, notadamente nos Estados Unidos onde 68% das novas capacidades energéticas são de energias renováveis.

clip_image002

Gráfico constante do artigo no site da Bloomberg

As notícias provenientes da Europa, notadamente da Alemanha, informam que as energias renováveis, como a solar e das fontes eólicas, são competitivas com as geradas por fontes fósseis como dos derivados de petróleo. O artigo publicado por Joe Ryan no site da Bloomberg agora informa que as novas fontes eólicas e solares dos Estados já superam amplamente as de gás natural como atômicas, chegando a 68% das novas capacidades, como aconteceu no ano passado, numa tendência que parece crescente para o futuro próximo.

Os investidores instalaram 16 gigawatts de energia limpa em 2015, ou 68% do total, o que foi informado pelo Conselho Empresarial para Energia Sustentável, repetindo-se pelo segundo ano. Os parques eólicos somaram 8,5 gigawatts, em decorrência dos estímulos fiscais federais naquele pais. Isto, apesar destes investimentos estarem abaixo do que foi feito em 2011,

clip_image004

Gráfico publicado no artigo do site da Bloomberg sobre os investimentos em energias renováveis

O artigo ressalta que esta é uma tendência firme e os custos das energias renováveis estão caindo. Mesmo as geradoras de energia a partir do gás natural que são limpas já superam as geradas a partir do carvão mineral, ainda poluidoras, sendo que estas foram fechadas, representando 11 gigawatts de capacidade.

São indicações que começam a se observar também no Brasil, notadamente no Nordeste. Há esperanças objetivas, portanto, que em breve as poluições tendam a ser reduzidas no mundo.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: