Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Adaptações dos Evacuados de Regiões Contaminadas

7 de Março de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002O jornalista fotógrafo Kaname Muto registrou para The Japan Times dois casos de adaptações dos evacuados na produção e no convívio com outras pessoas.

Mitsuaki Okura numa horta comunitária, na foto do artigo do The Japan News

A evacuada Mitsuaki Okura, de 62 anos, encontrou na horta comunitária em Nakano Ward, Tóquio, uma forma de conseguir a pequena produção de cebolinhas, também como forma de convivência com outros refugiados que passaram a morar nas proximidades, depois das contaminações de Fukushima, em 2011. Além de produzi-las, desenvolvem técnicas para o preparo de pratos que as utilizam, criando um clima de convivência alegre com outros que praticavam a agricultura na terra onde viviam.

Já se comprovou que estas convivências com outras pessoas ajudam na saúde, principalmente do ponto de vista psicológico, sem ficarem remoendo os problemas pelos quais passaram e tiveram que se adaptar em outras localidades.

clip_image004

O senhor Okura, marido da Mitsuaki, encontrou no artesanato que ensina a outros uma forma de se realizar na região onde mora, também em Nakano Ward, Tóquio. Foto publicada no The Japan News

Além de ajudar na horta, o que era um mero passatempo passou a se transformar em aulas de artesanato, e por ser considerado sensei (professor), o senhor Okura conseguiu prestígio na nova comunidade onde vive.

Muitos dos 174 mil que foram evacuados estão encontrando formas como estas para se sentirem realizados, contribuindo também com novos amigos nas áreas que os acolheram.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: