Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

O Que Está Mais Perto nos Afeta Mais

21 de Abril de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002É natural que os brasileiros se sintam angustiados pelos problemas que estão enfrentando, mas seria interessante comparar com os que estão afetando outras populações.

Dificuldades de Michel Temer para a montagem do seu governo

Somente os ingênuos subestimavam os problemas a serem enfrentados nos days afters após a Câmara dos Deputados obter expressiva maioria pelo prosseguimento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Além da necessidade de um longo processo de julgamento no Senado Federal para a conclusão do processo, que poderá demandar muitos meses para atendimento de todos os ritos democráticos, é preciso enfrentar os problemas políticos e econômicos que agravam a substituição do governo, que não são de solução fácil.

Os recursos disponíveis na economia brasileira estão muito aquém dos necessários para atender os apetites dos políticos e da população. Os problemas das reformas políticas e a montagem de um programa de emergência para ser executado num tempo limitado, com uma equipe que dificilmente obteria o apoio de uma maior expressiva, são angustiantes para a população. A votação na Câmara evidenciou a qualidade dos políticos do país, quando grandes sacrifícios terão de ser feitos por um período razoável, ainda que as expectativas das mudanças possam ser positivas. Atendê-las todas exigem grandes sacrifícios, que nem a população nem os políticos estão dispostos a enfrentar.

Um grupo de famílias francesas que trabalham e vivem no Brasil foi questionado sobre como sentiam os atuais problemas brasileiros. Eles que enfrentam na Europa conflitos violentos de facções políticas, agravados pelos terrorismos, acabam interpretando que o que estão assistindo no Brasil é menos grave do que os acontecimentos europeus. Mudanças políticas substanciais não geraram violências generalizadas no país, sendo admirável a capacidade brasileira de aceitar quase esportivamente mudanças de governo, num regime presidencialista, o que seria mais facilmente absorvido si se tratasse de um regime parlamentarista.

clip_image004

Ação dos terroristas na França agravam as dificuldades

Não se consegue um razoável consenso sobre o programa econômico para resolver os problemas do Brasil. Haverá necessidade de muitos entendimentos entre as correntes políticas que não parecem preparadas adequadamente para resolver problemas profundos de longo prazo. Haverá necessidade de incutir que eles não podem ser resolvidos somente com demonstrações.

Quando se compara com problemas como os do Japão, que se encontra estagnado por décadas sem que haja uma perspectiva para saídas mais significativas, acaba se entendendo que as dificuldades brasileiras não são tão complexas. Principalmente quando os japoneses enfrentam também dificuldades da natureza, como os fortes terremotos a que estão sujeitos, ao lado do aquecimento global que tende a aumentar os acidentes climáticos. Num cenário onde a população diminui e envelhece de forma significativa.

Estes tipos de problemas afetam também países pobres como o Equador, que não conta com uma estrutura adequada para socorrer a população afetada por estes acidentes naturais e não possui recursos econômicos para o seu desenvolvimento.

clip_image005

Terremoto no Equador, menos preparado para estes problemas

Nos Estados Unidos, apesar o atual crescimento econômico que é expressivo, os problemas políticos não são resolvidos sem a violência. Não se consegue reduzir o porte de armamentos pelos cidadãos que provocam matanças em escolas, como continuam ocorrendo em muitos casos lamentáveis.

clip_image006

Assassinatos de estudantes em escolas nos Estados Unidos com o uso de armamentos

Eles também estão próximos de uma eleição presidencial onde os principais candidatos não satisfazem as aspirações da maioria dos eleitores, sejam democratas ou republicanos. Também existem problemas raciais depois de muitos anos de conquistas para a igualdade, além da necessidade de convivência com os imigrantes de diversas origens.

Estes problemas de outros países não seriam consolos para os brasileiros, mas parece que não se deve desesperar com os problemas que estão ocorrendo no Brasil. Seria desejável que os líderes políticos não se movam somente pelas manifestações populares, que tendem a ser mais emocionais. Os problemas da sociedade brasileira merecem um tratamento mais profundo e de prazo mais longo, pois o país dispõe de muitas condições melhores quando comparados com outros países para o desenvolvimento, podendo proporcionar à sua população condições de vida superiores.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: