Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Um Concerto de Alto Nível da OSESP

12 de Abril de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais e Notícias | Tags: , , , ,

clip_image002Um dos concertos mais concorridos da OSESP na Sala São Paulo foi apresentado nos dias 17, 18 e 19 de março de 2016, com a monumental peça de Giuseppe Verde, Missa de Réquiem, regida por Marin Alsop com uma ampla participação de solistas e coros.

Marin Alsop regendo a OSESP no concerto que apresentou, em 19 de março de 2016, a Missa de Réquiem, de Giuseppe Verdi, que foi transmitido pela TV Cultura na noite de 9 de abril de 2016

O concerto contou com a orquestra completa da OSESP, com os solistas Angela Meade, soprano, Michelle Deyoung, mezzo soprano, Dmytro Popov, tenor, Savio Sperandio, baixo, todos do mais alto nível internacional. O Coro estava composto pelo da OSESP (regente preparadora Valentina Peleggi), o Coro Acadêmico da Osesp (regente Marcos Thadeu) e Coral Lírico Paulista (regente Nibaldo Araneda). Foi gravado pela TV Cultura e transmitido para o público na noite de 9 de abril de 2016, esperando-se que seja repetido mais vezes bem como editado num DVD.

clip_image003

Um ensaio da OSESP com o coro

Deve-se reconhecer que a atual crise pela qual passa o mundo está permitindo que artistas de primeiro nível procurem conhecer orquestras como da OSESP e a Sala São Paulo, elogiada por consagrados maestros. Por ser uma adaptação de uma antiga estação ferroviária, a sala apresenta grandes qualidades, mas não conta com as facilidades como as do tipo Ópera de Bastille, que implicou em pesados investimentos efetuados por François Mitterrand. Lá se permite uma visão para todo o público, por contar com a retaguarda para muitos cenários que podem ser rapidamente deslocados. A distribuição do som foi estudada e a área da plateia toda forrada de madeira facilita a sua circulação.

Para satisfação do público, conta-se com a possibilidade de se assistir a grandes espetáculos com a participação de importantes músicos e solistas, que de outra forma estariam com suas agendas completas somente com os compromissos no chamado mundo desenvolvido.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: