Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

A Nestlé Procura se Tornar Saudável

5 de Maio de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Saúde | Tags: , ,

clip_image002Se no passado havia apreensões com as drogas, o álcool e o tabaco, hoje alguns ingredientes de alimentos, como o sal, a gordura e o açúcar, estão se tornando preocupações, voltando a ser alvos das autoridades relacionadas com a saúde.

Sede da Nestlé em Vivey, ao lado do lago de Genebra, na Suíça

A maior empresa de alimentos do mundo, a Nestlé, com 335 mil empregados, duas mil marcas, 436 fábricas em 85 países, passa a se preocupar também com o açúcar que está provocando a obesidade em todos os 189 países onde seus produtos são vendidos. Um artigo elaborado por Matthew Campbell e Corine Gretler, publicado no site da Bloomberg, trata do assunto com elegância, informando que a empresa está preocupada com a produção de alimentos saudáveis.

O açúcar também provoca dependências e as bebidas como outros produtos estão se tornando alvos de campanhas que se preocupam com a obesidade que se tornou uma nova praga no mundo. As vendas dos negócios de confeitaria da Nestlé estão caindo todos os anos desde 2012. Para combater o problema, a empresa está procurando criar novos produtos saudáveis, que se comparem com os remédios, o que vem sendo praticado também por outras empresas no mundo. Sua meta é redefinir nutrição, saúde e bem-estar, onde também devem constar as preocupações com o sal e a gordura.

Ed Baetge, um Ph.D. em neurobiologia, está encarregado do Instituto Nestlé de Ciência da Saúde, já tendo trabalhado com diabetes, atuando com um orçamento de US$ 524 milhões anuais. Usa 160 cientistas de biologia celular, medicina gastrointestinal, genômica e outros conhecimentos paralelos. Trabalham com os problemas das crianças e com os dos idosos, procurando alimentos preventivos para doenças. Eles recorrem a produtos naturais tais como extratos ou purificadas moléculas de cogumelos, tomates e outras plantas, contando com uma biblioteca de 40 mil volumes sobre estes assuntos, procurando tratamentos individualizados

Greg Behar dirige a Nestlé Health Science, tendo adquirido empresas que trabalham com doenças como Alzheimer, com um orçamento de 10 bilhões de francos anuais, utilizando com produtos que vão dos lácteos e sorvetes até o café. Ambas as organizações trabalham com shakes, sopas e lanchonetes.

clip_image004

Alguns produtos saudáveis da Nestlé

clip_image006

Novos produtos da Nestlé para os supermercados

Não se trata somente da Nestlé que procura evoluir para este tipo de mercado. A Nutrition et Santé é a maior empresa francesa que procura trabalhar com alimentos saudáveis, e hoje pertence a Otsuka Pharmaceutical, do Japão, e por intermédio desta subsidiária francesa atua no Brasil com a Jasmine, cujo controle é deste grupo.

clip_image008

Setores em que atua a Nutrition et Santé, empresa francesa controlada pela japonesa Otsuka Pharmaceutical

No Brasil, também já existem algumas empresas que procuram trabalhar com produtos considerados adequados para a saúde, tanto de origem brasileira como da América Latina. Uma delas é a Jasmine, que indiretamente é uma empresa controlada pelos japoneses.

clip_image009

Parte dos produtos da Jasmine no Brasil, que é controlada pela Nutrition et Santé da França, que por sua vez pertence à japonesa Otsuka Pharmaceutical

O que se pode afirmar é que existem diversos grupos no mundo se preocupando com alimentos saudáveis, pensando não somente na saúde de hoje como das próximas décadas, felizmente.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: