Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Japoneses Preocupados com Detalhes de Produtos Industriais

18 de Maio de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002A economia japonesa começa a preocupar-se com as suas pequenas e médias empresas, que também podem atender ao mercado regional, sem ainda se tornarem globais. O caso da produção das escovas de dente é um exemplo.

Foto ilustrando a produção de escovas de dente no Japão, que é considerada de elevada qualidade, publicada no artigo do Yomiuri Shimbun

O jornalista Miki Yabuki publicou um artigo no Yomiuri Shimbun referindo-se a uma visita feita para uma indústria de escovas de dente do Japão, considerada como de elevada qualidade. Acredito que com outras experiências parecidas como as agulhas de injeção, realmente os produtos japoneses podem se diferenciar pela qualidade, ainda que seus preços não sejam os mais favoráveis. Examinando estas agulhas nos microscópios com as que eram utilizadas no Brasil, elas estavam mais bem acabadas, quando as utilizadas por aqui pareciam serras, tornando seus usos desnecessariamente mais dolorosos. Algumas razões podem provocar esta diferenciação.

Os japoneses reconhecem que estes produtos de uso diário apresentam características diferenciadas para as necessidades, dependendo da idade dos consumidores, desde crianças até os idosos, que são numerosos no Japão. Os idosos acabam ficando com as bocas mais sensíveis e, no meu caso que tive um AVC, tenho sequelas que a fragiliza mais que o normal. Muitos deles acabam tendo problemas com os dentes, que exigem escovas mais adequadas.

Os japoneses possuem uma indústria de produtos plásticos de boa qualidade, que permite cerdas mais resistentes ainda que macias, que podem ser colocadas nas escovas com técnicas que as tornem mais seguras. São pequenos detalhes que se tornam diferenciais notados pelos consumidores. Lamentavelmente, estes produtos não chegam até o mercado brasileiro, que já caminha para uma diversidade maior de produtos oferecidos.

As escovas de dente foram introduzidas no Japão na Era Meiji (1868-1912), inicialmente utilizando crinas de cavalo e, portanto, possuem uma experiência mais que secular. As escovas japonesas possuem maior quantidade de cerdas e uma dimensão mais ampla, que deve estar associada à anatomia de suas bocas.

O governo japonês acompanha os aperfeiçoamentos que estão sendo feitos por estas pequenas e médias empresas, por uma divisão que existe no METI – Ministério de Indústria e Comércio Exterior, pois estes produtos estão sendo procurados por turistas do Sudeste Asiático, podendo ser colocados nestes mercados regionais. Outros produtos japoneses semelhantes também estão merecendo a mesma atenção. São exemplos que podem ser adaptados para o caso brasileiro, que não necessita ficar à mercê somente das empresas multinacionais.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: