Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Suplemento do Valor Econômico Sobre Patentes Industriais

19 de Maio de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image001O suplemento especial publicado pelo jornal Valor Econômico informa sobre as queixas das empresas que desejam promover inovações utilizando patentes existentes no exterior, cujas autorizações no Brasil ainda são demoradas, provocando defasagens nas empresas que atuam no país.

INPI processa de forma demorada as autorizações para uso de patentes

Existem muitas empresas no Brasil que, apesar das dificuldades por que passa a economia, desejam promover inovações e para tanto precisam das autorizações do INPI, cujo processamento é considerado burocrático e demorado. Estas inovações são indispensáveis para manterem as empresas em condições de competitividade internacional. Os recursos para as pesquisas já são escassas e poderia haver uma confiança para que estas inovações possam ser utilizadas, dando um voto de confiança às empresas. Eventuais distorções que sejam localizadas posteriormente poderiam estar sujeitas a punições.

Todas as inovações para serem utilizadas apresentam algumas defasagens naturais e, se procedimentos burocráticos de funcionários governamentais atrasam estas autorizações, as defasagens de países emergentes como o Brasil acabam ficando em desvantagem com relação aos países mais agressivos nestas pesquisas e inovações.

No mundo globalizado, as inovações se tornaram muito rápidas, quase descartáveis, e novos procedimentos e tecnologias acabam suplantando rapidamente as anteriormente utilizadas. Os investimentos efetuados no setor já são baixos, pela carência de pesquisas básicas, entidades oficiais e privadas com muitas limitações e poucos investimentos privados nestas áreas. Acabam-se defasando ainda mais pelas limitações burocráticas que as empresas atuantes no país sofrem, ficando sem condições de competitividade internacional.

A recuperação da economia brasileira e a manutenção de empregos com boas remunerações dependem das inovações que são introduzidas pelas empresas privadas. As reclamações apresentadas pelos especialistas envolvidos diretamente com estes problemas devem merecer maior atenção. Também formas de contornar estes problemas podem ser imitadas pelas empresas interessadas, utilizando as experiências das que conseguiram superar as barreiras.

Mesmo acelerando estes processos no Brasil, é preciso considerar que o Brasil, com todos os seus problemas, já se encontra defasado em diversos setores industriais, principalmente. Um novo governo sempre é a renovação das esperanças de que estes reclamos tenham soluções rápidas.

Todos os países onde as administrações públicas e até grandes empresas acabam se envolvendo com procedimentos burocráticos acabam apresentando problemas, esclerosando suas economias. Os alertas levantados precisam ser considerados com a máxima prioridade.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: