Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Deslocamento do Eixo do Mundo

27 de Março de 2017
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , , , ,

Por mais que sejam surpreendentes as notícias recentes do mundo, é necessário admitir que esteja ocorrendo o deslocamento do eixo mundial do Ocidente para a China. Enquanto os Estados Unidos e a Europa estão sendo envolvidos em problemas graves que os afetam profundamente, até a discussão do livre comércio no mundo passou a ser um discurso chinês no BOAO Forum.

image

Foto do BOAO FORUM for Asia Annual Conference 2017, com a participação do presidente Xi Jinping, publicado no China Daily

Entre outros fatos significativos neste BOAO Forum realizado na província de Hainan, na China, anunciou-se que o AIIB – Asian Infraestructure Investment Bank, liderado pelos chineses que contava com 57 países membros no início deste ano, admitiu outros 15, podendo chegar a 85 ou 90 até o final do ano. Deve se tornar mais importante do que o Banco Mundial, que tinha o comando dos Estados Unidos.

Também se anuncia que numa concorrência para o trem rápido na Filadélfia, nos Estados Unidos, um consórcio formado pela canadense Bombardier com a chinesa CRRC – China Railway Rolling Stock Corp. foi o vencedor da disputa. Os Estados Unidos, que era um dos lideres do livre comércio no mundo, perdeu, com o atual governo de Donald Trump, a bandeira para a China, depois dos fracassos da TPP – TransPacific Partnership, bem como do NAFTA – North American Free Trade Agreement, mantido pelos Estados Unidos com o México e o Canadá.

Ao mesmo tempo, com o Brexit, o Reino Unido deixa de participar da Comunidade Europeia neste período em que se comemoram os 60 anos das primeiras reuniões que praticamente aboliram os conflitos armados naquele continente, que continuam influenciando as tendências protecionistas-populistas até na Europa.

Como as atuais tendências devem prevalecer nas próximas décadas, tudo indica que depois de um longo processo de globalização que acelerou o crescimento econômico no mundo, vai se assistir a um período em que a Ásia, onde a China e a Índia possuem populações gigantescas, aumenta a sua influência junto aos seus vizinhos, inclusive no Pacífico, chegando até a Nova Zelândia e a Austrália de um lado até a África do outro lado. Outros países emergentes de grandes populações, como a Indonésia, chegando até próximo do Oriente Médio tendem a passar por um período de acentuado crescimento econômico.

Não há um determinismo histórico-econômico, mas os atuais indícios são fortes, mostrando fortes possibilidades de que o eixo econômico e político do mundo está se alterando.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: