Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Governo Brasileiro Parece Não Precisar de Oposição

10 de Março de 2017
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002Ainda que o governo Michel Temer procure estimular a recuperação da economia brasileira, procurando licitar projetos de infraestrutura que possam interessar aos grupos nacionais ou estrangeiros, as ações concretas de setores internos da administração pública parecem atuar para impossibilitá-los.

O subprocurador geral da República Marcelo Muscogliati afirma que os acordos de leniências não são para salvar as empresas, punindo os executivos que sejam responsáveis pelas irregularidades

Quando ainda não estão consolidadas as tradições dos acordos de leniência no Brasil, como em outros países incluindo os Estados Unidos, este tipo de declaração acaba aumentando as incertezas, reduzindo o interesse das empresas nacionais e estrangeiras que poderiam participar das futuras licitações. Algo parecido acaba acontecendo com a ação do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, uma das poucas instituições bancárias que poderia dar o suporte indispensável para estas licitações, como fez no passado.

O fogo interno no governo acaba dispensando a ação da oposição, pois transforma as declarações do presidente Michel Temer em letra morta, pois, diante dos aumentos das incertezas, os candidatos às licitações tendem a se retrair, num quadro que já é difícil para o Brasil.

clip_image003

O BNDES deveria encontrar formas de ajudar no financiamento das licitações visando às concessões de serviços de infraestrutura

Parece natural que o governo procure incutir otimismo, mostrando que muitos grupos estariam interessados nestas licitações relacionadas com as concessões de infraestruturas. Mas, se setores do governo acabam aumentando as incertezas, ou haveria necessidade de uma nova legislação mais completa sobre os acordos de leniência ou as agências governamentais deveriam procurar reduzir as incertezas existentes. Que a oposição procure dificultar as ações do governo seria compreensível, mas um excesso de fogo interno parece inconveniente na imprensa, onde muitos parecem procurar um minuto de glória.

Todos sabem que estes processos são complexos para serem executados, mas se o governo só fica nos discursos sem controlar os touros na unha, com muitos ajudando a aumentar as incertezas, tudo acaba ficando mais difícil. Se existem dificuldades, os funcionários governamentais deveriam ajudar a saná-las e não lançar mais lenha na fogueira.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: