Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Mordendo a Própria Língua

27 de Março de 2017
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

clip_image002 Na ânsia de dar uma resposta rápida ao mundo, que passou a desconfiar das carnes brasileiras, as autoridades informaram que um número mínimo de frigoríficos foi apanhado nas suas irregularidades. Lamentavelmente, não havendo fiscalização adequada nenhuma seria fechada.

O eficiente empresário Blairo Maggi está passando por uma difícil fase como atual ministro da Agricultura

Este site já tem afirmado que o governo necessita fazer uma forte declaração, que cabe ao presidente Michel Temer, de que a influência político partidária sobre a inspeção sanitária foi totalmente eliminada, ainda que custem alguns votos na sua base de sustentação no Congresso. Todos sabem da profundidade do estrago no mercado interno e externo quando a confiança é perdida, o que vai levar anos de intenso trabalho para ser recuperada. Não bastam que alguns governos estrangeiros autorizem a retomada da importação de produtos brasileiros do setor agropecuário se empresas tiveram seus prejuízos e os consumidores continuam com suas dúvidas.

Como poucos frigoríficos estavam sendo fiscalizados profundamente e na medida em que o processo avança já foram interditados mais dois estabelecimentos, supondo-se que ainda haverá outros, mesmo com o alerta de exames mais detalhados. Há necessidade de uma completa reformulação do sistema atual de fiscalização sanitária no Brasil.

O processo é difícil e Elle Krieger publica um artigo no The Washington Post mostrando o aumento de agências privadas certificando produtos considerados recomendáveis para a alimentação humana, mas mesmo entre elas existem as mais críveis e que necessitam conquistar a sua credibilidade com longos trabalhos comprovados pela eficiência dos seus trabalhos. O artigo informa que cerca de 20 mil novos produtos são lançados anualmente no mercado daquele país.

Além de orientar os consumidores nas suas compras, espera-se que forcem as empresas de alimentos saudáveis a serem mais rigorosas nos seus critérios. Também a metodologia dos nutricionistas vai se alterando, como as que estão recomendando a redução de sal, açúcar e gorduras saturadas. E são para determinadas tendências de doenças, dificilmente atingindo a todas. Hoje se fala muito de lactose, da influência do glúten, de milhares de tipos de alergias e de câncer.

Vão se processando os avanços nos conhecimentos científicos e os consumidores estão ficando mais exigentes. Muitos produtos considerados orgânicos estão com seus consumos em alta, mas o artigo informa que somente 1% das terras dos Estados Unidos já pode ser incluído na categoria de orgânicos, pois exigem no mínimo três anos para conseguirem o certificado para tanto.

O que parece recomendável para os consumidores é que procurem o máximo de produtos considerados saudáveis, sabendo que dificilmente se chegaria à perfeição, mesmo com todas as boas vontades.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: