Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Bloomberg Preocupada com a Situação do Café

30 de Abril de 2017
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002O café que era um produto que preocupava muito as autoridades brasileiras se transformou na bebida mais consumida no mundo e os problemas climáticos e pragas como a ferrugem passaram a preocupar pesquisadores como do WCR – World Coffee Research, segundo a Bloomberg.

A ferrugem está prejudicando a produção de café em muitos países, que já apresentam redução com a seca, como acontece no Espírito Santo com a variedade robusta utilizada na produção de café instantâneo

Os cientistas do World Coffee Research estão experimentando a variedade híbrida F1 de café, resistente à ferrugem localizada na Nicarágua em outras regiões, para verificar se são produtivas em áreas mais elevadas de altitude e de temperatura temperada, onde as irregularidades climáticas apresentam menos secas, mas que também sejam resistentes às geadas.

Como todos sabem, os Estados Unidos são grandes consumidores tradicionais de café no mundo, mas muitas empresas como a Starbucks disseminaram o seu consumo internacionalmente. Nos últimos anos, a produção de café nos países tradicionais como da América Central estão em queda, havendo até importações para o Brasil do Vietnã que passou a ser um produtor importante no mundo.

Também no Brasil, produtores como do Espírito Santo passaram para outras culturas diante das dificuldades climáticas registradas com maior frequência. Se as reduções das chuvas continuarem ocorrendo, há preocupações com a localização de novas regiões e variedades resistentes às secas e ferrugens. Segundo os pesquisadores do WCR, de 2011 a 2016 houve uma perda de 18,2 milhões de sacas de café, com valores estimados em US$ 2,5 bilhões.

Quando o café tinha maior importância na economia brasileira, as pesquisas no país eram mais intensas. Hoje, com a diversificação da agricultura brasileira houve uma mudança, mas ele continua sendo um produto importante que pode criar empregos e receitas de divisas externas. Na recuperação da economia para sair da atual recessão, também o café que está com a demanda crescente no mundo pode, chegando a mais 50% até 2050, ajudar o País.

Parece até que o Brasil está regredindo algumas décadas nos seus problemas econômicos, lamentavelmente.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: