Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Notícias Alarmantes Sobre Agrotóxicos

20 de Abril de 2017
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias | Tags: , ,

Um artigo elaborado por Lígia Formenti foi publicado no Estadão alertando sobre a possibilidade de uma Medida Provisória abrindo uma brecha para a possibilidade de uso de agrotóxicos danosos à saúde no Brasil, quando as normas para tanto deveria se tornar cada vez mais rigorosas, ao mínimo risco dos mesmos para a saúde humana.

image

Uso mecânico de agrotóxicos, que também são lançados por aviões agrícolas

O artigo publicado no Estadão informa que o Ministério da Agricultura providenciava uma Medida Provisória permitindo que estes agrotóxicos fossem autorizados, mediante a adoção de medidas recomendadas para o seu uso. Para tanto, o órgão que seria responsável por estas autorizações, o Ibama, não foi chamado para elaborar o seu texto. As autoridades entendiam que poderia se copiar no Brasil critérios adotados em alguns países, mas as condições para tanto nem sempre são iguais em todas as localidades. No Brasil, extremamente extenso e com grandes diferenças tecnológicas no uso dos defensivos, nem sempre as condições de seus usos são similares aos que se observam em países desenvolvidos.

Além dos usos de mecanizações para as pulverizações destes defensivos, também existem lançamentos feitos por aviões agrícolas, como também manualmente por trabalhadores rurais. Alguns destes defensivos são suspeitos de facilitar o aparecimento de câncer ou teratogênicos (risco de má formação nos fetos) ou com capacidade de provocar mutações celulares, segundo o artigo publicado pelo Estadão. Estes produtos não estão autorizados a ser usados no Brasil, mesmo com a adoção de medidas condicionantes.

Na realidade, os avanços tecnológicos que estão se observando no mundo permitem que muitos dos defensivos condenados possam ser substituídos por outros. Também existem medidas que evitam os usos destes agrotóxicos em muitos produtos agrícolas, mesmo na presença de pragas que possam prejudicar algumas produções agrícolas. Portanto, restrições ao uso de determinados agrotóxicos podem ser contornadas pelas aplicações daqueles que não provocam estes danos. Os consumidores mais informados sobre estes riscos estão preferindo o uso de produtos agrícolas que evitem os agrotóxicos com potenciais riscos.

Quando existem riscos potenciais dos agrotóxicos sempre parece conveniente que se peque pelo excesso de cuidados do que se sujeitar aos riscos que costumam ser cumulativos quando usados habitualmente por longos períodos. Há que se atentar também que as avaliações científicas dos riscos estão baseadas em probabilidades, sendo que costumam ser mais danosos sobre os seres humanos mais frágeis, como crianças ou pessoas mal alimentadas criadas em ambientes precários como em muitas partes do Brasil.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: