Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

A Nova Fuji Xerox

31 de Janeiro de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002Mesmo uma marca que tinha se tornado um substantivo pela sua importância, se não continuar se aperfeiçoando tecnologicamente acaba sendo absorvida por uma empresa que aprendeu a enfrentar desafios.

Noticia-se em todo o mundo que a Xerox foi absorvida pela Fujifilm

Houve uma época não muito distante em que era usual ouvir-se: “tira uma xerox para mim?”. A marca de uma empresa tinha virado sinônimo de cópia. De outro lado, o aperfeiçoamento eletrônico tinha mudado o que seria uma fotografia e a Fujifilm, cuja atividade se concentrava no indispensável, enfrentava o desafio de procurar novas atividades para a sua continuidade. Conseguiu a patente para transformar imagens de raio-x para formas que permitiam a sua transmissão pela Internet, tornando as antigas “chapas” obsoletas, fazendo com que as imagens chegassem instantaneamente no computados dos médicos que as tinham solicitado. Hoje, a Fujifilm dedica-se a muitas atividades ligadas à saúde, ampliando a sua demanda e introduzindo novas tecnologias.

Estas são algumas das lições que nos proporcionam a operação pela qual a Fujifilm absorveu a Xerox. Talvez as cópias tendam a se tornar obsoletas, ao mesmo tempo em que a velocidade para as transmissões das imagens se aceleram em variadas formas.

Quando se observa nos noticiários brasileiros da televisão que algumas empresas estão produzindo mais do que no ano passado e empregando maior número de funcionários, procurando incutir um otimismo que interessa ao atual governo do Brasil e a todos, quem tem um mínimo de experiência nota que a maioria destas fábricas está obsoleta pela longa recessão pela qual passamos.

O mundo está globalizado e não está parado. O Brasil parece estar se distanciando daqueles estão constantemente procurando inovações para superar os desafios a que estão sendo submetidos. Os que mudam muito lentamente acabam sendo ultrapassados.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: