Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Inconveniências do Guia Michelin para Bangcoc

17 de Janeiro de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Gastronomia | Tags: , ,

clip_image002Um artigo de Yukako Ono publicado no Nikkei Asian Review informa que cidades já conhecidas pela culinária, como Bangcoc, acabam com restaurantes desejando ser excluídos das listas como do Michelin com estrelas, pelo excesso de clientes que exigem até esperas de quatro horas.

Poucas cidades no mundo apresentam tantos atrativos como Bangcoc com seus templos e palácios e nas suas proximidades existem bons restaurantes, bem como nos rios onde são oferecidas comidas exóticas nos barcos

Se a culinária tailandesa já era conhecida pelos especialistas, hoje ficou difundida em todo o mundo pela riqueza dos seus ingredientes que combinam frutos do mar com produtos tropicais, ainda que muitos deles sejam fortemente apimentados. Apresentam alguma semelhança com a da Amazônia brasileira, nas proximidades de cidades como Belém do Pará, com frutas provenientes também do Nordeste. Seus bons restaurantes já contavam com freguesias abundantes e agora se tornaram insuportáveis com filas que demandam quatro horas de espera, pois os pratos são preparados por poucas pessoas, como Ruan Jay Fai que trabalha sozinha. Seu omelete com caranguejos tornou-se famoso, sendo servido num lugar modesto num beco nas proximidades do Grande Palácio.

clip_image004

Fregueses devoram o famoso omelete com caranguejos da Jay Fai em Bangcoc, numa instalação modesta, e a proprietária deseja ser excluída da lista do Michelin

Os que conhecem a Tailândia sabem da sua riqueza de frutos do mar bem como das muitas frutas tropicais que também são utilizadas na sua culinária. Seus bons restaurantes já são conhecidos dos gourmets, não necessitando de fregueses que são turistas que eventualmente frequentam estes estabelecimentos. Como em todos os lugares, eles estão lotados com fregueses habituais, não necessitando de outros que nem sempre sabem apreciar suas culinárias tradicionais.

Outros restaurantes de Bangcoc mais amplos também estão cheios de fregueses e seus preços costumam ser convenientes, havendo usualmente os pratos muito apimentados que não conseguem ser apreciados pelos que não estão acostumados. Muitos destes restaurantes que produziam uma grande variedades de pratos interessantes estão se concentrando em poucos que podem ser preparados, com cuidado e rapidamente.

Como o Sudeste Asiático não é tão grande, turistas regionais como os provenientes de Cingapura e outros países próximos são atraídos pelos ótimos restaurantes que são conhecidos regionalmente, não necessitando da ajuda de guias como o Michelin que servem aos turistas europeus e norte-americanos. Até as exigências de luxo que eram requeridas no passado passam por profundas modificações, pois o que é relevante é a qualidade da culinária.

Mas os que estão acostumados com serviços destinados aos clientes internacionais, hoje se dispõem em todo o Sudeste Asiático de redes de hotéis de ótima qualidade que também contam com seus restaurantes que adaptam as culinárias locais, mas não possuem o sabor dos estabelecimentos que são quase de rua.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: