Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Maglev Entre Tóquio e Nagoia Testa com Passageiros

3 de Janeiro de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002Os japoneses estão conseguindo antecipar o maglev de Tóquio a Nagoia para os testes com passageiros a partir de 23 de março de 2018. A previsão é que passe a funcionar regularmente a partir de 2027.

Foto do maglev japonês publicada no site do Japan Today

Segundo Casey Baseel, que publicou seu artigo no site do Japan Today, o maglev japonês deve levitar 10 centímetros acima dos trilhos, chegando a uma velocidade de 500 quilômetros por hora, cobrindo de Nagoia a Tóquio em menos tempo que hoje. Operado pelo JR Tokai, já tem datas aceitando passageiros para o teste em diversos dias de março e abril próximos, com ida e volta de 4.320 yens para duas pessoas (menos de US$ 50), o que é muito baixo comparado com o atual shinkansen. Possivelmente, haverá uma procura muito grande e poucos serão escolhidos. Nos testes, a velocidade deve ser bem mais modesta.

Chego a imaginar que estes testes estão sendo efetuados visando a possibilidade do seu uso nas Olimpíadas de Tóquio em 2020, pois o shinkansen foi inaugurado na anterior naquele país.

O único maglev regular funciona hoje em Xangai, entre o aeroporto até um bairro da cidade, chegando a uma velocidade em torno de 170 quilômetros por hora. Na minha experiência pessoal, ele é muito rápido atingindo em poucos minutos esta velocidade, sem nenhuma trepidação, pois levitando não está sujeito às dilatações entre os trilhos e é muito estável.

Quando este maglev japonês estiver funcionando regular e completamente, certamente haverá uma substituição dos aviões que ligam Tóquio a Osaka, que sempre ficam sujeitos às variações do clima, com os voos podendo ser suspensos durante as tempestades. Também sempre existe o problema do tempo para o deslocamento ao aeroporto, além do processo de embarque e decolagem. O shinkansen vem funcionando com eficiência, não tendo sofrido nenhum desastre durante a sua operação, que é suspensa quando ocorre um terremoto forte. Não sei como o problema será resolvido no maglev, que se desloca a uma velocidade maior.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: