Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Retorno da Produção de Chá no Brasil

15 de Janeiro de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002Um artigo de Angela Pinho foi publicado na Folha de S.Paulo sobre a sobrevivência da produção de chá no Brasil, na região de Registro, no Estado de São Paulo, que teve no passado uma produção expressiva liderada por Torazo Okamoto.

Elizabeth Ume Shimada, 91 anos, colhe o chá camellia sinensis em Registro, Estado de São Paulo. Foto constante do artigo publicado na Folha de S.Paulo, que vale a pena ser lido na íntegra

Quando o Brasil cogitava de ampliar a exportação de café pelos países asiáticos havia os que acreditavam que esta bebida dificilmente competiria com o chá que era e continua sendo consumido em grande quantidade naquele continente. Ledo engano, pois exatamente por estarem acostumados a este tipo de bebida acabaram aceitando também o café, que hoje é amplamente consumido naquela parte do mundo.

De forma similar, o Brasil que é um grande consumidor de café também está mostrando que sabe apreciar chás de diversas características, caminhando até para a sua sofisticação com os gourmets, necessitando de folhas frescas, pois os importados já foram colhidos há tempos. É evidente que o chá produzido no Brasil tem características próprias não se destinando a competir com os melhores da Ásia. A própria foto reproduzida neste artigo mostra que os brotos colhidos são mais tardios do que os bons da Ásia que costumam ser bem no início de sua produção, com brotos tenros.

O Brasil sempre teve um consumo de alguns tipos de chá como o utilizado no chimarrão e o chá mate de consumo popular. Recentemente, as facilidades de importações estão colocando no mercado chás pretos como os verdes de características próprias, como os consumidos na Europa e na Ásia. Mas difícil seria produzir o matchá utilizado nas cerimônias de chá.

O Brasil, por ser um país dominantemente tropical, sempre consumirá muito chá frio ou gelado, mas também no verão asiático o consumo deste tipo vem crescendo de forma significativa. Na medida em que os brasileiros conhecem países no exterior acabam absorvendo hábitos que são usuais no mundo.

clip_image004

Chás de diversos tipos disponíveis no mercado

Espera-se que a produção brasileira volte a ter maior expressão, pois não se deve viver somente da importação. Como o Brasil dispõe de amplas condições climáticas, sempre haverá possibilidade de se identificarem variedades de chá que sejam as mais recomendáveis para os tipos de solos existentes, bem como os climas específicos de diversas áreas.

Também se observa que muitas outras variedades de plantas estão sendo utilizados para a produção de chás, como flores e mesmo frutas, acabando por enriquecer as opções de acordo com as preferências dos consumidores.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: