Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Dificuldades Japonesas Com as Pescas

19 de Março de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , , , | 2 Comentários »

clip_image002Chega a ser inacreditável que os japoneses, com uma cultura que prioriza a preservação do meio ambiente, tenham tantas dificuldades no rígido cumprimento de medidas que afastem do risco de extinção de algumas espécies, como a baleia e o atum rabilho, que merecem a atenção da comunidade mundial.

Atum rabilho no mercado de Nagasaki. Foto constante do artigo publicado no Japan News

Nem todos sabem que o atum tem quase duas dezenas de variedades, sendo que a mais valorizada é o chamado bluefin (hon maguro), que chega a pesar cerca de 250 quilos cada e já é criado em fazendas. Os japoneses consomem muito do atum rabilho que chega a menos de 30 quilos e é pescado no Pacífico, onde as províncias de Iwate, Kochi, Hokkaido e Kagoshima têm relevância na sua pesca, com cotas existentes que são sempre ultrapassadas, ainda que sujeitas às multas e outras penalidades. Como nestas espécies são utilizadas redes de pesca que também são usadas para outros peixes, não impedem que os atuns rabilhos ainda em desenvolvimento também estejam envolvidos.

clip_image004

Tabela incluída no artigo do Japan News, que vale a pena ser lido na íntegra

Ainda que existam acordos internacionais, nem todas as espécies de atum estão envolvidas, notadamente com a participação dos japoneses. Algo semelhante também acontece com as baleias, que sofrem fortes resistências internacionais e não possuem mais importância econômica. Isto mostra que os costumes de consumo são difíceis de serem alterados, mesmo diante das possibilidades de extinção de determinadas espécies.


2 Comentários para “Dificuldades Japonesas Com as Pescas”

  1. Simone Aparecida
    1  escreveu às 11:43 em 19 de Março de 2018:

    Os japoneses são os maiores responsáveis pela extinção dos atuns e baleias. Lamentável! Deveriam importar carne bovina do Brasil como suprimento de proteínas.

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 09:58 em 20 de Março de 2018:

    Cara Simone Aparecida,

    Os seus desejos podem ser justificáveis, mas os japoneses preferem a carne australiana que é mais competitiva.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: