Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Os Jovens Podem Mudar os Estados Unidos

26 de Março de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

imageSe existe uma força que pode modificar o mundo atual que passa por dificuldades de toda a ordem é a dos jovens que comandaram as manifestações populares ocorridas em todos os Estados Unidos, até no exterior, contra o livre uso dos rifles de repetição que estão assassinando principalmente as crianças nas escolas.

Os principais jornais do mundo estamparam fotos das manifestações dos jovens contra os livres usos dos rifles nos Estados Unidos

Estima-se que somente em Washington, nos Estados Unidos, cerca de 800 mil manifestantes participaram, o que ocorreu também no exterior, como Berlim, Paris, Tóquio e Sydney estimando-se que tenham chegado a 800 eventos, principalmente de jovens. Sobreviventes de atentados, personalidades como a neta de Martin Luther King Jr., de apenas 9 anos, empolgaram o público. Até o governo de Donald Trump registrou a manifestação democrática que pode exigir uma nova atitude com relação à atual política que facilita a aquisição de rifles de repetição que não podem ser considerados armamentos de autodefesa.

Todos sabem que a NRA – National Rifle Association tem um poder enorme no Congresso norte-americano e se posiciona contra qualquer mudança na política atual. No entanto, com tantos jovens conseguindo mobilizar expressivo público, as manifestações não podem ser ignoradas, gerando a esperança de que no mínimo alguma restrição começará a ser introduzida. Ninguém aguenta mais a repetição de tantos atentados de anormais que vêm sacrificando elevado número de jovens até nas escolas norte-americanas.

image

Manifestação de diversos jovens contra o uso indiscriminado dos rifles nos Estados Unidos

Os controles atualmente existentes não conseguem evitar que pessoas perturbadas tenham acesso a estes armamentos que, além de provocarem chocantes eventos nos Estados Unidos, acabam facilitando sua exportação que evidentemente se destinam a ataques que chegam até aos países, como o Brasil, onde acabam sendo utilizados por organizações criminosas.

O chamado complexo militar industrial dos Estados Unidos, que fornece os armamentos daquele país que acabam sendo exportados para o exterior, acaba provocando desvios para outras finalidades e quando chegam às mãos de pessoas perturbadas fogem a qualquer racionalidade. Ideias malucas como armar os professores não podem ser consideradas propostas sérias. O confronto de propostas está se tornando diferenças de gerações e parece inexorável que os jovens acabarão prevalecendo, mas espera-se que isto ocorra com a urgência possível, melhorando passo a passo.

Nos problemas brasileiros, que são diferentes dos Estados Unidos, também muitas das vitimas de balas perdidas são predominantemente de crianças. Se algo relevante pode ser feito com a intervenção militar na segurança pública, a partir do Rio de Janeiro, é que aumente o controle do tráfego de armamentos, tanto nas fronteiras como nas estradas. Não parece razoável que os grupos criminosos disponham de armamentos mais sofisticados que as instituições policiais.

Esperamos que o que está acontecendo nos Estados Unidos por iniciativa dos jovens também acabe proporcionando benefícios para o Brasil, motivando os jovens brasileiros, pois os idosos pouco podem fazer de algo relevante.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: