Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

A Soja dos EUA Incluída com Sobretaxa de 25% na China

4 de Abril de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002As informações provenientes da China informam, ao contrário do que vinha sendo noticiado anteriormente, que a importação de soja dos Estados Unidos foi incluída na lista dos produtos sobretaxados em 25%. Faz parte da guerra comercial que está ocorrendo principalmente entre estes países, que deve prejudicar o mundo.

Embarque de soja a granel nos portos brasileiros para a exportação

A soja brasileira para exportação já vinha sofrendo pressões para a elevação de seus preços, tanto pelo aumento dos custos dos seus transportes concentrados num curto período, quando se conta com caminhões limitados para estas tarefas. Também a seca na Argentina reduziu substancialmente a produção deste grão. Agora, com o anúncio chinês de uma tarifa de 25% para sua importação dos Estados Unidos, que é o principal exportador mundial, o produto brasileiro deve sofre uma elevação de preço, beneficiando os produtores brasileiros que já estão colhendo menos que na safra anterior.

Como consequência, deve ocorrer um aumento do custo das rações afetando os produtores brasileiros de frangos, bem como muitos animais que os consomem. Deve-se esperar uma elevação da pressão inflacionária no Brasil, ainda difícil de ser estimada.

A imprensa está registrando que nos Estados Unidos está ocorrendo uma queda dos preços futuros da soja nas cotações de Chicago, o que parece natural, pois os produtores norte-americanos contarão com dificuldades adicionais no principal importador mundial. Mas, como todas as operações com a soja no mundo acabam sendo registradas na bolsa de Chicago, poderá ocorrer a sua elevação no futuro próximo, em decorrência do que acontece no mercado mundial.

Uma parte da queda da inflação que ocorreu em 2017 no Brasil deveu-se à queda das remunerações dos produtores brasileiros que afetou tanto o mercado mundial como o mercado local. Com a mudança que está ocorrendo, deve-se esperar neste ano de 2018 uma inflação mais elevada. Mas ainda existe a possibilidade de que os Estados Unidos e a China cheguem a um entendimento mínimo para que suas economias não sejam prejudicadas nesta guerra comercial, o que alteraria o quadro atual.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: