Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Ainda as Terras Raras Localizadas nas Águas Japonesas

19 de Abril de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , , | 2 Comentários »

Para o Japão, que não conta com muitos recursos minerais, a localização de uma importante reserva estimada em 16 milhões de toneladas de terras raras a 5.700 metros de profundidade no mar, a cerca de dois mil quilômetros de Tóquio, próximo da ilha de Minami-Torishima, é uma notícia altamente alvissareira.

clip_image002

Mapa do Japão com o local da localização da grande reserva de terras raras, constante do artigo no site do The Asahi Shimbun, que vale a pena ser lido na íntegra

As reservas foram localizadas e dimensionadas utilizando-se as embarcações da japonesa JAMSTEC – Agência Japonesa de Ciência e Tecnologia da Terra Marinha, que atua em águas profundas como de 5.700 metros, perfurando 25 locais numa área de 2.500 quilômetros quadrados.

As terras raras são indispensáveis para a fabricação de peças para veículos elétricos e outros produtos de alta tecnologia, contando até agora com uma espécie de monopólio chinês que tinha um percentual elevado da disponibilidade mundial deste minério.

Seu principal componente é o disprósio, usado na produção de motores híbridos, que as reservas estimadas atendem a demanda para os próximos 730 anos, 420 anos para o térbio que é usado em discos magneto-ópticos, entre outros usos.

Estas terras raras estão concentradas em grãos biogênicos de fosfato de cálcio no lodo do leito marinho. Os japoneses desenvolveram tecnologia para recuperar o fosfato de cálcio da lama, tornando sua concentração de metais terras raras 2,5 vezes mais elevada usando uma centrífuga.

Testes efetuados em laboratório mostraram que é possível diminuir drasticamente os custos de mineração, reduzindo o volume de lama a ser extraído do fundo do mar, o que já deve ser colocado em prática nos próximos dias. Todos estes conhecimentos foram publicados na edição online da revista científica britânica Scientific Report no dia 10 de abril.

Portanto, a euforia que se observa no Japão com estas descobertas é justificável, podendo proporcionar um novo surto do seu desenvolvimento econômico.


2 Comentários para “Ainda as Terras Raras Localizadas nas Águas Japonesas”

  1. Alyson do Rosário Júnior
    1  escreveu às 15:52 em 19 de Abril de 2018:

    Excelente para o Japão! As vantagens são enormes, até em termos geopolíticos, ao menos é minha impressão sobre o assunto.

  2. Paulo Yokota
    2  escreveu às 09:36 em 20 de Abril de 2018:

    Caro Alyson do Rosário Junior,

    Acredito que seja bom para o Japão como para o mundo. Situações monopolísticas não são adequadas em qualquer setor.

    Paulo Yokota


Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: