Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Entendimentos Entre as Coreias do Norte e Sul

27 de Abril de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

De forma surpreendente, os líderes de cúpula da Coreia do Norte e Sul iniciaram os entendimentos diretos, que começaram com os eventos das Olimpíadas de Inverno de forma clip_image002cautelosa. Não haveria recursos para uma corrida armamentista na Coreia do Norte e os primeiros indícios são promissores, apesar dos pessimistas se referirem às tentativas passadas que não tiveram avanços. A velocidade dos acontecimentos surpreende o mundo.

Kim Jong-un cruza a linha que separa o Norte da Coreia com o Sul e recebido por Moon Jae-in sorridente e de forma descontraída. Foto constante do Estadão, cujo artigo merece lido na íntegra

Todos sabem das expressivas disparidades econômicas e sociais existentes hoje entre a Coreia do Norte e do Sul, diante do maciço apoio que foi concedido somente para o Sul pelos Estados Unidos e seus aliados na longa guerra fria que havia com a extinta URSS – União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, comandada pela Rússia. Ainda que fosse o Norte que contava com mais recursos naturais, enquanto na parte meridional havia somente atividades rurais. Os coreanos do sul acabaram aproveitando o mercado internacional por décadas, com os esforços dos seus trabalhadores que começaram com exportações de produtos industriais simples para chegar hoje até os de alta tecnologia.

clip_image004

Situação recente discrepante entre a Coreia do Norte e a do Sul, mostrada em gráticos constantes do artigo no Estadão

Os jornais mais importantes do mundo, mesmo com algumas reservas, registram a promessa de congelamento dos programas nucleares e dos lançamentos de foguetes. Os eventos atuais no encontro dos líderes na parte Sul da zona desmilitarizada, que separa as duas Coreias, são detalhados, procurando transmitir ao mundo uma cerimônia cheia de símbolos, envolvendo até as culinárias servidas no jantar. Há que ser otimista com novos encontros, tanto o próximo com o presidente Donald Trump em lugar ainda a ser determinado, como da visita já aceita de Moon Jae-in à Coreia do Norte ainda neste ano. Os encontros entre membros das famílias que ficaram separadas vão ser intensificados, o que ainda era efetuado em número limitado no s últimos anos.

clip_image006

Entendimentos entre o presidente Moon Jae-in e o ditador Kim Jong-un e seus principais auxiliares na parte da Coreia do Sul da zona desmilitarizada

A irmã de Kim Jong-un, Kim Yo-jong, que foi enviada à Coreia do Sul por ocasião das Olimpíadas de Inverno, desempenhou um papel importante na preparação da reunião entre os dois líderes máximos do Sul e do Norte.

clip_image008

Kim Jong Un e Moon Jae-in posam com as crianças que lhes entregaram flores em foto atribuída ao UOL

Ainda que países como os Estados Unidos, o Japão e a China se mantenham cautelosos sobre as futuras evoluções destas iniciativas da Coreia do Norte e do Sul, todos manifestaram seus aplausos para os inícios dos entendimentos, esperando que os outros que se seguirão possam consolidar um clima de paz no Extremo Oriente. Há que se admitir que o clima geral de hoje é bem melhor do que vigorava a alguns meses atrás, quando a troca de acusações era preocupante.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: