Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Angela Merkel Afirma que Europa não Pode Depender do EUA

11 de Maio de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Política | Tags: , ,

Agravado pelo comportamento do presidente Donald Trump, que reformulou a posição dos Estados Unidos com relação ao Irã, a despeito da pressão europeia em contrário, Angela clip_image002Merkel, da Alemanha, na presença de Emmanuel Macron, da França, afirmou que a Europa não deve depender dos Estados Unidos na sua defesa, apesar da OTAN – Organização do Tratado do Atlântico Norte.

A chanceler alemã Angela Merkel em Aachen, junto ao casal Macron, da França

Os Estados Unidos, no entender do presidente Donald Trump, não deve reafirmar a sua posição de entendimento com o Irã no controle das armas atômicas, preferindo perfilar ao lado de Israel, reiniciando o conflito armado na Síria, atacando tropas iranianas. A chanceler Angela Merkel afirmou, sob aplausos em Aachen, na presença de Emmanuel Macron, da França, que a Europa não deve depender dos norte-americanos na sua defesa.

Parece evidente que a Comunidade Europeia deve, como também o Japão, efetuar os investimentos indispensáveis para a sua defesa, não ficando mais sob o guarda-chuva norte-americano. Mesmo que não haja um consenso nos Estados Unidos sobre o assunto, que mesmo sendo militar acabará tendo consequências econômicas e políticas.

No governo de Barack Obama, os Estados Unidos tinham firmado um acordo com os europeus para um entendimento nuclear com os iranianos, o que acabou sendo modificado, mesmo com a pressão dos principais países da Europa. A longa aliança que existia entre a Europa e os norte-americanos chegou ao seu término, onde interesses econômicos e militares acabaram prevalecendo, mostrando a força do chamado complexo-militar industrial sobre o atual governo dos Estados Unidos.

Há que se reconhecer que nenhum país ou região importante no mundo pode depender na sua defesa de outros países. Já se vão mais de 60 anos do término da Segunda Guerra Mundial e, se existem conflitos até armados no mundo, não se deve depender da ajuda dos Estados Unidos, que vêm reduzindo sua importância mundial, como se comprova também nos problemas com a Coreia do Norte.

O Brasil, apesar de se situar nas Américas, tem uma dependência relativamente baixa dos Estados Unidos, tanto em assuntos militares, econômicos como geopolíticos. Os acontecimentos mundiais estão indicando a necessidade de uma política externa consistente com os tempos atuais, não exagerando também na dependência com relação à China, que está se consolidando como o principal polo dialético dos Estados Unidos. Há que retomar os tradicionais vínculos com os europeus, acelerando os acordos comerciais atualmente em discussão se realmente desejarmos nos consolidar com um país independente.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: