Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Complexidade do Mundo Globalizado com a China

14 de Maio de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002As precipitadas decisões de Donald Trump acabam exigindo revisões, pois se revertem contra os Estados Unidos no mundo globalizado. Também as decisões chinesas que não são naturais numa economia de mercado provocam distorções com o excesso de capacidade produtiva de smartphones num mercado mundial saturado.

Donald Trump visava boicotar os chineses, mas como isto acaba afetando as empresas dos Estados Unidos no mercado globalizado teve que reverter a sua precipitada decisão com relação à ZTE chinesa

O mundo globalizado apresenta uma complexidade que não foi devidamente considerado pelo precipitado Donald Trump. Ele teve que rever sua decisão de fornecimentos de chips de alta tecnologia para a China, pois acabava prejudicando mais as empresas norte-americanas. Ao mesmo tempo, quando as decisões chinesas não são tomadas considerando as indicações do mercado, apesar do mercado internacional de smartphones indicar excesso de capacidade de produção, o governo chinês acaba dando subsídios para o aumento de sua produção no país, mesmo com prejuízos.

Estas notícias foram divulgadas pelas agências internacionais de notícias e, no primeiro caso, publicado no Brasil num artigo do site de O Globo. A segunda consta do artigo de Kotaro Hosokawa publicado no site do Nikkei Asian Review, ambos indicando a complexidade tanto do mundo globalizado como da convivência mundial com um importante país que não é exatamente uma economia de mercado, ainda que todos os demais países tenham admitido a China na OMC – Organização Mundial de Comércio com esta qualificação.

A precipitação do presidente dos Estados Unidos prejudicaram empresas norte-americanas como a Acacia, Oclaro, Lumentum Holding, Finisar Corp, Inphi Corp e Fabrinet que forneciam de forma significativa para a ZTE chinesa, provocando um efeito contrário ao que se pretendia, tanto que Donald Trump teve que anunciar a revisão de sua decisão.

No segundo caso, o gráfico abaixo mostra o que está acontecendo com o mercado de smartphone no mundo.

image

Gráfico constante do artigo no site da Nikkei Asian Review, que merece ser lido na íntegra, mostrando a queda na Coreia do Sul e Taiwan, estagnação no Japão e aumento expressivo na China, num mercado estimado em US$ 40 bilhões em 2017

Segundo especialistas no assunto, as empresas chinesas deste setor arcam somente com 20% dos gastos de capital, sendo subsidiados por fundos oficiais chineses.

Como o mercado chinês não comporta todas as produções dos novos projetos que estão sendo implantados no país, eles acabarão colocando suas produções no mercado internacional, notadamente nos Estados Unidos e no Japão.

Tudo isto vem indicando que em setores de alta tecnologia os estudos de eventuais medidas exigem exames profundos, considerando todos os aspectos envolvidos, que não se restringem somente aos do governo Donald Trump, mas a consideração internacional no âmbito da OMC – Organização Mundial de Comércio.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: