Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Gafe Diplomática Internacional de Israel

8 de Maio de 2018
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Política | Tags: , ,

clip_image002Alguns lamentáveis acontecimentos como no jantar servido pelo primeiro-ministro de Israel e senhora ao correspondente japonês, quando se costuma evitar ofensas culturais, acabaram gerando o que se tornou uma piada mundial.

Servir bombons numa escultura de sapato num jantar não foi uma boa ideia, sendo incompreensível que assessores diplomatas não tenham alertado o primeiro-ministro israelense. Foto constante da matéria publicada no O Estado de S.Paulo

Os japoneses, como muitos árabes, consideram os sapatos como algo sujo por serem utilizados nas ruas. Quando retornam para suas casas, costumam descalçá-los na sua entrada, pois muitas das residências japonesas usam o tatami, que é considerado um bom hábito de saúde. Também à noite, quando se vai ao toalete, os japoneses que estiverem usando algo parecido com um chinelo costumam trocá-lo por tipos de tamanco, nos ambientes que geralmente são lavados por estarem ladrilhados.

Uma das maiores ofensas que os árabes podem praticar é atirar os sapatos sobre adversários. No mundo, em geral, os calçados são considerados imundos, evitando-se o seu uso em templos. Mesmo que estes hábitos sejam bastante generalizados, o primeiro-ministro israelense serviu bombons dentro de uma escultura que imitava um sapato, ainda que fosse de aço e possivelmente muito limpo. Mas a sua apresentação numa mesa de jantar não é, certamente, uma boa ideia.

Mesmo que estes problemas culturais não sejam de conhecimento de todos, é de se supor que os assessores diplomáticos de um chefe de governo sejam capazes de aventar que estas coisas sejam chocantes para os visitantes, o que se supõe não tenha sido a intenção.



Deixe aqui seu comentário

  • Seu nome (obrigatório):
  • Seu email (não será publicado) (obrigatório):
  • Seu site (se tiver):
  • Escreva seu comentário aqui: