Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Mudanças na China

3 de fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , ,

Se existe um arguto observador na China, localizado numa posição estratégica para observar as mudanças que estão ocorrendo naquele país, é o jornalista Raul Juste Lores, da Folha de S. Paulo, correspondente sediado em Beijing. Os artigos que ele tem enviado são preciosos. Trocando idéias com ele, Lores informa que há mudanças substanciais quando comparado com a época de Mao e até do Jiang.

Era possível notar que o atual governo “endureceu” em muitos aspectos, como um movimento pendular quando comparado com o que foi inspirado por Deng, apesar de contar com muitos avanços em determinadas áreas.

Leia o restante desse texto »


A Imprensa de Olho na Ásia

1 de fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , ,

Na mesma tendência da imprensa mundial, O Estado de S.Paulo traz duas matérias importantes sobre a Ásia. A primeira é De volta à Ásia, de Wilhelm Hofmeister, diretor do Centro de Estudos da Fundação Konrad Adenauer em Cingapura. O segundo é China sai na frente para produzir energia limpa, do jornalista Keith Bradcher, do New York Times.

Em qualquer jornal importante no mundo, a Ásia virou uma pauta importante. E, além das matérias dos jornalistas ou de agências noticiosas, procuram-se análises feitas por instituições, na tentativa de compreender melhor o que se passa naquela parte do universo.

Leia o restante desse texto »


Notícias da Ásia Nesta Segunda Feira

1 de fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , ,

A ampla diversidade de fontes disponíveis para colher notícias atualizadas da Ásia nos obriga a selecionar as de interesse mais geral e que tenham repercussões de prazo mais longo. Na imprensa japonesa, destaca-se o início da administração da nova JAL tendo o carismático Kazuo Inamori (da Kyocera) como chairman e Masaru Onishi como presidente. Como já noticiado neste site, são empresários reconhecidos e voltados ao desenvolvimento tecnológico, esperando-se que possam desempenhar um bom trabalho.

Notícia auspiciosa é a divulgação do primeiro relatório de 549 páginas do grupo conjunto sino-japonês sobre os polêmicos incidentes de Nanjing em 1937. A parte japonesa é chefiada pelo professor da Universidade de Tóquio, Shinichi Kitaoka, e a chinesa pelo diretor da Modern History of the Chinese Academy of Social Sciences, Bu Ping. O trabalho começou em 2006 e deve prosseguir nos próximos anos, e a esperança é que isto ajude a facilitar o aumento do intercâmbio bilateral, que já é a mais importante do mundo.

Anuncia-se que Barack Obama apoia o prosseguimento do FTA entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul. O Brasil precisa se tornar mais agressivo nestes tipos de acordos bilaterais para não perder o “bonde da história”.

A venda de armas dos Estados Unidos para Taiwan continua gerando fortes reações do governo de Beijing, que considera aquele arquipélago parte da China, devendo evoluir para um status similar como de Hong Kong.

Aqueles que desejarem conhecer mais amplamente a rica culinária chinesa, em inglês, pode acessar o site english.eastday.com , que fornece informações sobre as culinárias regionais de Hunan, Zhejing, Anhui, Fujian, Szechan, Cantonese, Heajyang e Shandong, entre outros.

O filme Confusius, uma superprodução, está merecendo muita atenção na China e deve ser divulgado no resto do mundo.


Importantes Notícias da Ásia

30 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , ,

As mais recentes e surpreendentes notícias da Ásia mostram as transformações que estão ocorrendo e merecem atenções. No Japão, o primeiro-ministro Hatoyama, notando o desgaste a que está sendo submetido na opinião pública com as pressões sobre Ichiro Ozaka, secretário geral do DPJ, o principal partido do governo, tenta sair em perigoso contra-ataque. Intensificou seu combate ao sistema administrativo público, promessa eleitoral, e propõe que a escolha da cúpula dos ministérios seja política, inclusive o vice-ministro administrativo, que é o top da carreira dos funcionários. Sem um firme apoio da opinião pública e da Dieta, ainda que a medida possa ser uma tentativa séria, pode levar até a queda do seu gabinete, tornando-se uma questão de confiança,

Na China, cujo sistema bancário dá um suporte decisivo ao setor privado, pela primeira vez o lançamento de um IPO resultou na queda da cotação de uma ação de uma companhia. Pode significar que está havendo uma mudança nesta política, com o início de uma restrição maior da expansão do crédito e selecionando melhor os projetos que merecem o apoio governamental.

Na Coreia anuncia-se que a Samsung atingiu a primeira posição no mundo em seu setor de eletrônica e tecnologia da comunicação, superando em 2009 a Siemens e a HP, chegando a vendas de US$ 117,6 bilhões. Anuncia-se ainda que esta empresa produzirá massivamente o chamado 35 nano DRAM no segundo semestre do ano, possibilitando a TV em 3D, entre outros avanços.


Intensificam-se os Debates com a China

29 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , , , ,

Basta abrir os jornais, os sites e blogs de todo o mundo para constatar que os debates provocados por Davos com relação à China se intensificam, muitos tomando partidos e uns poucos mais equilibrados. Entre os mais sensatos, o artigo de Natan Gardels, do Global Viewpoint Network, publicado em português pelo O Estado de S.Paulo, é um deles.

Atribuir somente aos chineses a culpa do que está acontecendo não parece razoável. É claro que eles abusam da dimensão de sua economia, que continua crescendo rapidamente. Que tudo indica que o câmbio atrelado ao dólar provoca a desvalorização do Yuan. Quando os Estados Unidos tinham uma forma econômica, impunham um Acordo de Plaza, como o que forçou a valorização do Yen japonês, coisa que não mais acontece.

Leia o restante desse texto »


Trabalhadores Brasileiros no Exterior

28 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , , | 14 Comentários »

Tivemos uma reunião para troca de ideias com o diretor do Gabinete do Primeiro-Ministro Japonês, escritório de Coordenação da Política para os Residentes Estrangeiros (indevidamente chamados de dekasseguis), Takeshi Miyaji, acompanhado de seu segundo, Tanaka Hidekazu, e do diretor superintendente da CIATE – Centro de Informação e Apoio ao Trabalhador no Exterior, sediado em São Paulo, para troca de ideias. O governo japonês está preocupado com os problemas enfrentados pelos sul-americanos no Japão.

Leia o restante desse texto »


Taxas de Juros no Mundo

28 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais | Tags: ,

O Copom do Banco Central do Brasil decidiu manter a taxa de juros básica da Selic em 8,75%, dando a impressão que está fazendo um grande favor, com juros reais acima de 4%, descontada a inflação esperada. Mas, na realidade, trata-se de uma arrogância que pretende que seus auxiliares e dirigentes possuem uma ciência e capacidade superior a de outros analistas e mesmo colegas dos demais setores do governo. Eu fui diretor do Banco Central na pré-história.

Os juros nos países asiáticos costumam ser negativos, como em muitos outros países, notadamente nos momentos de crise. Por que, então, as taxas de juros reais do Brasil são recordes no mundo?

Leia o restante desse texto »


Notícias Mais Recentes do Japão

28 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , , | 6 Comentários »

Como era de se esperar, as pesquisas efetuadas pela Nikkei, em conjunto com a TV Tokyo, indicam que o comportamento do secretário-geral do DPJ, Ichiro Ozawa, o principal da situação, nos seus depoimentos prestados aos promotores, não convenceu nem os que suportam este partido, de forma arrasadora. Ele sempre foi um político controvertido, e não pode chegar a primeiro-ministro. Isto afeta o prestígio do Gabinete de Yukio Hatoyama de forma insuportável, devendo provocar mudanças no futuro próximo. Lamentavelmente, os partidos de oposição que chegaram ao governo não têm conseguido se manter no poder por muito tempo, no regime parlamentarista daquele país.

A Toyota continua sendo atingido no seu prestígio pelo recall de mais outro modelo, depois de vários outros, sem que se consiga identificar a causa destas dificuldades nos aceleradores. Isto leva à suspensão da fabricação destes modelos, afetando este ícone da indústria automobilística japonesa, notadamente no mercado norte-americano, que apreciava os seus after services. Isto vem abrindo possibilidades para ascensão de outras marcas, como a dos coreanos, mais baratos e considerados de boa qualidade.

Os resultados de muitas empresas japonesas já acusam a volta dos lucros, ainda que não sejam elevados. É preciso notar que eles se referem ao terceiro trimestre do ano fiscal japonês, que só termina em março próximo.


Intercâmbios na Imprensa

27 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , ,

Se existe um setor a passar por uma grande transformação mundial é o dos meios de comunicação. Os meios eletrônicos, notadamente influenciados pela Internet, estão passando por profundas mudanças.

Rupert Murdoch, constatando o rápido declínio das empresas de jornais impressos, lidera o movimento para que as notícias divulgadas pelos sites dos jornais sejam cobradas dos assinantes.

Leia o restante desse texto »


A China Procura Melhorar sua Imagem

27 de janeiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , , ,

Todos os episódios devem ser interpretados, no mínimo, por mais de um ângulo. Os debates que estão se travando entre as autoridades chinesas e a Google, que passou a ser apoiada pelo governo norte-americano, já foram tratados neste site, tentando dar os “insides” do que está por trás destes entreveros. É claro que a imprensa ocidental é fortemente influenciada pela versão americana.

Agora, a China procura divulgar muito as entrevistas concedidas por Bill Gates relacionadas com o assunto. Parece razoável a ponderação deste importante empresário de que empresas estrangeiras que vão se instalar nos países estrangeiros precisam obedecer às orientações estabelecidas por seus governos, goste ou não delas.

Leia o restante desse texto »