Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Lições do Passado

12 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais | Tags: ,

Uma das poucas vantagens dos mais veteranos é conhecer um pouco mais do passado. Observando os absurdos que são divulgados hoje por meus colegas economistas brasileiros, principalmente os ligados aos interesses do setor financeiro, cada vez mais me lembro da Joan Robinson. É preciso estudar economia para não ser enganado pelos economistas.

Está se generalizando uma onda que considera inevitável a elevação dos juros no Brasil, em decorrência das pressões inflacionárias que começam a aparecer, alegam muitos.

Leia o restante desse texto »


Produtividade na Ásia

12 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , ,

Um dos indicadores mais importantes da eficiência de uma economia costuma ser expressa pela produtividade da mão de obra. Mesmo tendo limitações para a sua comparação internacional diante dos câmbios utilizados, a sua tendência ao longo do tempo é relevante.

O Japan Produtivity Center, conforme publicado pelo jornal Nikkey, mostra que a eficiência foi de US$ 68.219,00 por trabalhador japonês em 2008, que é 90% da Alemanha e 69% dos Estados Unidos

Nni20100312D11HH981052147

Leia o restante desse texto »


Notícias Rápidas do Japão

11 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , ,

Os japoneses aguardam todos os anos, com rara ansiedade, a evolução das floradas das cerejeiras que vem do Sul mais quente para o Norte. É prenúncio da chegada da tão aguardada primavera, depois de um longo e duro inverno. Neste ano, noticia-se que a primeira florada ocorreu em Kochi, que é a terra natal da minha falecida mãe, depois de Okinawa, que tem uma variedade diferente de cerejeira, mais tropical.

Como contraponto desta notícia alvissareira, como era de se esperar, a mídia japonesa repercute a notícia oficial da existência de um acordo secreto de segurança do Japão com os Estados Unidos há muitas décadas, envolvendo a presença de armas atômicas. Muitos políticos procuram se esquivar de assunto tão incômodo.

Leia o restante desse texto »


Explicando Um Pouco do Brasil – Roraima (1)

11 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , ,

Todos os grandes países geograficamente falando, tanto na Ásia como na América do Sul, apresentam dificuldades para a sua compreensão mesmo por aqueles que nele habitam, pois as generalizações escondem uma realidade mais complexa.

Assim, a Amazônia é quase sempre entendida como uma grande floresta homogênea, uma planície onde as precipitações pluviométricas são altas, o que os estrangeiros chamam de “Rain Forest”, numa simplificação grosseira. Este conceito decorreu das informações que os visitantes trouxeram das beiras dos grandes rios que arranharam, sem penetrar no interior da floresta. Nesta nota vamos nos restringir ao Estado de Roraima, em largos traços.

Leia o restante desse texto »


Artigo Emblemático

10 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , ,

Existem alguns artigos emblemáticos, como este escrito pelo jornalista Gideon Rachman, do Financial Times, publicado no influente jornal econômico japonês Nikkei, questionando se o Japão está pendendo para aproximar-se mais da China.

Evidentemente, em se tratando de dois países importantes na Ásia, nada mais natural que o relacionamento entre ambos tendam a se intensificar. Mas isto acontece no momento em que o relacionamento bilateral dos japoneses com os Estados Unidos passa por uma fase delicada.

Leia o restante desse texto »


Pactos Secretos de Segurança EUA – Japão

9 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , ,

Todos desconfiavam, mas não havia como provar, que havia um acordo secreto entre os Estados Unidos e o Japão para que, no contexto da guerra fria, armamentos atômicos estivessem nos navios e aviões norte-americanos estacionados nas bases militares norte-americanas no Japão.

A Constituição japonesa, aprovada no pós-guerra sob o impacto dos bombardeios atômicos de Hiroshima e Nagasaki, proibia estes armamentos no Japão. Derrotado na II Guerra Mundial, o Japão viveu e vive até agora sob a proteção militar dos Estados Unidos.

Leia o restante desse texto »


Mulheres na Ásia

8 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais | Tags: , , , | 2 Comentários »

Uma das maiores distorções que continuam a existir no Ocidente com relação à Ásia real está na compreensão do papel da mulher, assunto que abordamos hoje, dia em que se presta homenagem a elas universalmente.

Um artigo da jornalista Seth Mydans, do The New York Times, publicado no suplemento da Folha de S.Paulo de hoje, por exemplo, é extremamente injusto. Tem o título “Laço familiar conduz lideranças femininas na Ásia”. Ora, isto não acontece também com os homens que assumem a liderança política de um país?

Leia o restante desse texto »


Lições Que Vêm da China

7 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais | Tags: , , ,

wen jiabao Importantes analistas chineses indicam que o país inicia uma nova fase política com o discurso muito aplaudido do premier Wen Jiabao no National People’s Congress, que continua sendo realizado em Beijing.

Ele sinalizou importantes mudanças que foram aplaudidas pelos cinco mil legisladores presentes, que devem servir de exemplo para outros países emergentes como o Brasil.

Leia o restante desse texto »


Programa do Ex-Premier Junichiro Koizumi no Brasil

5 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , | 2 Comentários »

O ex-premier japonês Junichiro Koizumi encontrou-se ontem (04/03) com a comunidade nipo-brasileira na Sociedade Brasileira e Japonesa de Cultura Japonesa e Assistência Social.  Na última visita, quando ainda estava no comando do governo japonês, ele teve nesta mesma entidade uma reunião marcada pela forte emoção.

A reunião anterior seguiu-se a sua visita a Guatapará, um dos núcleos pioneiros da imigração japonesa no Brasil, quando Koizumi, contrariando os seus auxiliares que se preocupavam com a sua segurança, ordenou um pouso do helicóptero que utilizava.  Junto ao local onde uma multidão de imigrantes saudava a sua passagem.  Isto provocou um dos eventos mais emocionantes da história da imigração japonesa, que já comemorou o seu centenário.

Leia o restante desse texto »


Japoneses Estão Acordando

4 de março de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Destaque, Editoriais | Tags: , , ,

Um admirável editorial acaba de ser publicado hoje pelo respeitável jornal econômico japonês Nikkei. Reconhece que as empresas japonesas estão perdendo na velocidade de ajuste nesta pós-crise, enumerando as razões que percebem, e recomendando novas orientações.

Isto é muito importante porque a influência do Nikkei é imensurável nas classes políticas, empresariais e junto a autoridades japonesas.  É um reconhecimento explícito que do jeito que vai não dá mais, precisando mudar urgentemente, idéia que parece estar se generalizando.  E citam, abertamente, os nomes das empresas.

O editorial cita que os coreanos estão efetuando investimentos maciços, de forma muito agressiva, focando para os produtos de elevados valores agregados e que adotam medidas para baixar ao chão as atividades de marketing no exterior.

Citam o que está acontecendo com a Samsung, a LG e a Hyundai, comparando abertamente com empresas japonesas.  Constata-se que o Japão sentiu um forte baque com a perda da concorrência nos Emirados Árabes Unidos para os coreanos, e isto está servindo como uma pedra de toque para as mudanças.

Explicita que os japoneses precisam utilizar as gerências dos países onde fazem investimentos, e que precisam se associar com os coreanos, por exemplo.  Esta posição, vinda num editorial do Nikkei, expressa uma mudança radical de posição.

Deixando o orgulho japonês de lado, admite diretamente que estão perdendo a capacidade de concorrência, e que medidas radicais precisam ser tomadas pelas empresas japonesas para continuarem sobrevivendo.  Que estas advertências tenham efeito prático, inclusive no relacionamento com a América do Sul, onde realmente os japoneses estão perdendo espaços para os coreanos.