Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Esperanças Com as Pesquisas de Claude Troisgros

25 de janeiro de 2019
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Gastronomia | Tags: , , , , , , ,

clip_image002Poucos conhecidos chefs brasileiros, com sólida formação da cozinha internacional como a francesa de Claude Troisgros, têm a oportunidade para conhecer in loco o que há de mais interessante no Brasil, especificamente no Nordeste brasileiro, em matéria principalmente relacionada com a gastronomia. Que possa ser mais bem aproveitada nacionalmente e no exterior pela sua qualidade.

O conhecido chef Claude Troisgros viajando pelo Nordeste brasileiro na sua moto, primeira matéria publicada por Josimar Melo na Folha de S.Paulo, que merece ser lida na íntegra

Leia o restante desse texto »


Lancet Preocupada Com Governo Bolsonaro na Saúde

23 de janeiro de 2019
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Saúde | Tags: , , , ,

A Lancet é uma revista científica relacionada com a saúde de maior credibilidade. As sensíveis melhorias que vinham se registrando desde a volta à democracia na área da saúde popular apresentam agora algumas preocupações que precisam ser superadas com a maior urgência.

image

Preocupação da LANCET sobre a saúde no novo governo Bolsonaro

Leia o restante desse texto »


Dieta Mundial Recomendada Para 2050

23 de janeiro de 2019
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais e Notícias, Gastronomia e Saúde | Tags: , , ,

Está sendo divulgado por Jonathan Walter no Japan Today um artigo distribuido pela agência noticiosa AFP, com base nos estudos efetuados por uma equipe médica do LANCET, considerando a saúde humana e o meio ambiente, estimulando que 10 bilhões de habitantes do mundo mude seus hábitos alimentares. Controlaria as mudanças climáticas e evitaria milhões de morte prematura a cada ano.

clip_image002

A dieta recomendada para o ano 2050 por uma equipe de médicos da revista científica Lancet divulgada pela agência AFP

Leia o restante desse texto »


Fapesp e a Inteligência Artificial

22 de janeiro de 2019
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002 O Boletim Pesquisa Fapesp 275 deste mês de janeiro de 2019 informa sobre a formação do Instituto Avançado de Inteligência Artificial AI², que começa a juntar os esforços de acadêmicos com as empresas privadas para avanço destes instrumentos no Brasil, começando por São Paulo.

Sede da Fapeso em São Paulo, no Alto da Lapa

Leia o restante desse texto »


Jair Bolsonaro em Davos

22 de janeiro de 2019
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

clip_image001A imprensa brasileira está noticiando que o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (foto), em Davos, foi bastante genérico, não sendo bombástico como tem sido no Brasil. Quando o novo governo ainda está tateando o terreno em que deve atuar, tanto internamente como no exterior, ainda que frustrante para muitos, parece uma posição mais sensata, por ora.

Leia o restante desse texto »


O Copo Pode Estar Meio Cheio ou Meio Vazio

22 de janeiro de 2019
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image001Luiz Fernando Figueiredo é um competente ex-diretor do Banco Central do Brasil, sócio principal da Mauá Capital, e se baseia na melhoria da cotação da Bolsa de Valores, redução da taxa de câmbio e dos juros para argumentar que o mercado não está melhorando à toa.

Luiz Fernando Figueiredo concedeu entrevista para Claudia Safatle do Valor Econômico, que vale a pena ser lida na íntegra

Leia o restante desse texto »


Xangai é a Cidade Chinesa com mais Estrangeiros

21 de janeiro de 2019
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , , , ,

clip_image002Cidades chinesas como Xangai continuam aumentando a sua população de estrangeiros, segundo o artigo publicado por Xing Yi no China Daily.

Turistas estrangeiros posam no Huangpu, um dos locais mais procurados de Xangai. Foto publicada no artigo do China Daily

Leia o restante desse texto »


Dificuldades dos Investimentos em Terceiros Países

16 de janeiro de 2019
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia e Política, Editoriais e Notícias | Tags: , , ,

São frequentes as declarações de grandes esperanças na melhoria da economia brasileira, ainda que lentas, com as reformas que seriam submetidas pelo novo governo de Jair Bolsonaro ao Congresso Nacional, e outras que possam ser efetuadas no âmbito do Executivo, mediante decretos. Parece que um realismo sobre elas seria recomendável, pois o mundo passa por muitas dificuldades que não criam um clima favorável para estimular economias emergentes como a do Brasil. Muitas destas reformas não apresentam o consenso desejável de todos. Noticia-se, paralelamente, num artigo de Assis Moreira, no clip_image002jornal Valor Econômico, que um grande empreendimento bilateral seria efetuado pelo Brasil na Nigéria, que pode expandir sua economia contando com recursos naturais indispensáveis, mostrando que a cautela adotada, inclusive pelo setor privado, recomenda a diversificação dos riscos, mesmo sabendo que ele exige cuidados desdobrados, diante das experiências já acumuladas em outros países. Só seriam cogitados tais investimentos se as condições na Nigéria fossem menos dificultosas que as vigentes no Brasil.

Grupos brasileiros já acumularam experiências na Nigéria

Leia o restante desse texto »


Perspectivas Alvissareiras na Produção das Plantas

4 de janeiro de 2019
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , , , ,

clip_image002Cientistas afirmam que o uso da engenharia das plantas poderia aumentar a produtividade de cereais como o arroz, o trigo e a soja, bem como frutas e vegetais de forma significativa. O principal autor, Paul South, um biologista molecular, publicou o artigo na consagrada revista Science sobre trabalhos efetuados pela Universidade de Illinois junto com o Serviço de Pesquisa Agrícola do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

Foto constante do artigo publicado no site do Japan Times pela Fundação Thomson Reuters, mostrando que a capacidade de fotossíntese das plantas pode proporcionar significativo aumento nas produções de cereais, frutas e vegetais

Leia o restante desse texto »


Haja Desafios para Estimular a Criatividade

1 de janeiro de 2019
Por: Decio Yokota | Seção: Cultura, Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

Uma gigantesca área tombada de 27 419 metros quadrados onde ficava o Hospital Matarazzo era certamente um dos maiores desafios existentes no mundo. Um ousado empresário francês, Alexandre Allard, resolveu utilizar toda a sua criatividade, já comprovada em outros empreendimentos no mundo, para imaginar algo difícil de ser pensado, principalmente num país como o Brasil, que tem uma capacidade incrível de criar obstáculos. Só se pode desejar sucesso para a sua admirável ousadia.

Foto da antiga Maternidade Matarazzo e capa do suplemento Veja São Paulo, com a figura de Alexandre Allard, o bilionário francês que aceitou os desafios existentes com o tombamento, usando toda sua criatividade para superar os obstáculos existentes. A matéria completa do suplemento Veja São Paulo merece lida na sua íntegra.

Todos os meus três filhos nasceram nesta maternidade e por ter exercido o comando de um hospital tradicional em São Paulo, posso dizer que conheço parte dos principais obstáculos que envolvem a falência deste conjunto criado pelo industrial italiano Francisco Matarazzo no início do século XX. Somente um excepcional, criativo e ousado empresário internacional seria capaz de se envolver num empreendimento imobiliário para esta área, muito bem descrito por Arnaldo Lorençato no suplemento Veja São Paulo deste início de 2019. Parte do novo empreendimento está previsto para estar funcionando ainda neste próximo ano, e deverá ser inaugurado em maio de 2020 segundo os planos. Eu diria que é uma loucura que poderá dar certo, pois acredito que a criatividade fica estimulada pelo impossível.

Foto da situação recente da Capela Santa Luzia constante do conjunto do Hospital Matarazzo tombado, que figura na Google. O artigo no suplemento Veja São Paulo merece ser lido na sua íntegra.

A descrição do novo empreendimento impressiona a qualquer pessoa que conheça o que está se realizando no mundo, mesmo na Ásia que vem apresentando projetos de elevado custo e alto luxo, notadamente na China, no Japão e em Cingapura. Na escolha dos granitos nacionais para os revestimentos mostra o cuidado que está sendo tomado, tanto para a escolha dos mesmos, como seus tratamentos visando efeitos raros nos acabamentos finais.

O conjunto deverá contar com muitas instalações para atender não somente os milionários brasileiros, como os mais bem dotados visitantes estrangeiros. Fala-se que o conjunto contará com 34 restaurantes, envolvendo o Le Jazz Brasserie que já faz sucesso em suas três filiais paulistanas.

O empresário Alexandre Allard menciona outros empreendimentos adicionais na região, pois os que conhecem São Paulo se preocupam com o trânsito que deverá se intensificar naquela parte da metrópole paulistana. Todas as cifras citadas no artigo de Arnaldo Lorençato acabam se comparando com os asiáticos.

Alguns profissionais mencionados no artigo já contam com trabalhos comprovados no Brasil, mostrando o cuidado na seleção de uma equipe que também conheçam as peculiaridades brasileiras que não são poucas. Todos os empreendimentos ousados como o presente apresentam novos obstáculos que vão se acrescentando, ainda que no seu planejamento o máximo cuidado tenha sido tomado envolvendo margens para adaptações.

Pode-se dizer que o Brasil aparenta ser uma caixa de surpresas, mesmo que os tempos atuais apresentem condições propícias para os mais ousados em todo o mundo.  Este projeto pode ser motivador de outros investimentos estrangeiros no país, até porque anos de relativa estagnação deixaram espaços que podem ser aproveitados. Mas, que os riscos continuam sendo elevado, ninguém pode negar. As dificuldades presentes, muitas já superadas, podem proporcionar retornos também excepcionais. As agilidades para adaptações sempre precisam ser consideradas, mas até agora só houve razões para qualificar o empreendedor principal deste projeto.