Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Sobre Sopas Asiáticas no The Wall Street Journal

22 de janeiro de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias, webtown | Tags: , , ,

Um interessante artigo de Andrea Nguyen foi publicado no site do nada menos que The Wall Street Journal com o título “Asian Souper Bowl”, mostrando que neste rigoroso inverno norte-americano estas sopas encontram o seu espaço. O artigo mostra que vem ocorrendo uma interação de influências de vários países asiáticos, não havendo mais possibilidade de determinar qual delas é a mais importante. Isto não só ocorre nos Estados Unidos como na própria Ásia, onde até os nomes como os molhos básicos se confundem nas suas origens.

Segundo a autora, um caldo mágico pode aquecer até quatro pessoas neste inverno, fazendo com que ela se recorde o que aprendeu de sua mãe, quando ela tinha preferência pelo fast food norte-americano. As fotos que ilustram a sua matéria mostram que existem misturas de variados elementos, como a sopa de macarrão com caldo de galinha, macarrões transparentes (feitos de arroz), tofu, algas, pastéis chineses e japoneses, canjas de galinha etc.

imagesCA26OR6KimagesCA41G5DHsuntitled

Leia o restante desse texto »


Terceirização da Produção de Alguns Alimentos

16 de janeiro de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias, webtown | Tags: , ,

Um interessante artigo republicado pelo China Daily, originário do The New York Times, de autoria de Elaine Louis, informa sobre muitas especialidades estrangeiras conhecidas no Big Apple que são produzidas por empresas terceirizadas, citando o pão de queijo brasileiro entre elas. São também mencionados os patos laqueados chineses, a conserva apimentada kimchi, dos coreanos, as tortilhas mexicanas. Apesar de serem conhecidas em alguns restaurantes famosos de Nova Iorque, são produzidas por estabelecimentos terceirizados que contam com especialistas para tanto, nos arredores da cidade, como em New Jersey.

O pão de queijo e as outras especialidades mencionadas são produzidas em quantidade pelas empresas terceirizadas e entregues para diversos estabelecimentos mais conhecidos de Nova Iorque. Jupira Lee, proprietária da Casa, conhecida pelo pão de queijo de origem brasileira, conta com o fornecimento da Ki Delicia, que está localizada em New Jersey, e atende a diversas casas comerciais, segundo o artigo.

pao1

Pães de queijo

Leia o restante desse texto »


Check Ups Médicos e os Cuidados Necessários

8 de janeiro de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Notícias, Saúde, webtown | Tags: , ,

Uma notícia publicada pela jornalista Mariana Versolato na seção de Saúde da Folha de S.Paulo sobre a “Hora do Check Up”, ainda que de extrema importância, acaba provocando algumas reflexões de um leigo, paciente habitual e com algumas experiências na gestão de um hospital. Todos sabem que os muitos exames de laboratórios, bem como das imagens obtidas pelas mais variadas formas hoje disponíveis, facilitam exames regulares mais completos que ficaram conhecidos como “check up”. Num trecho da reportagem, a autora se refere aos voltados aos idosos e orientais, cujas atenções ficam concentradas sobre alguns aspectos específicos.

Ninguém em sã consciência pode ser contrário a qualquer tipo de check up regular, mesmo que não sejam idosos ou orientais. A vida estressada do mundo atual está afetando prematuramente muitos jovens, mas parece que são recomendáveis algumas precauções. Inicialmente, os seus custos não são desprezíveis e seus resultados não são garantias absolutas. Lamentavelmente, muitos pacientes saíram com os resultados satisfatórios e acabaram enfrentando problemas logo depois.

examesimagesCAJI26JJmedico

Leia o restante desse texto »


Danuza Leão Observa a Atual Gastronomia Francesa

8 de janeiro de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias, webtown | Tags: , ,

Danuza Leão, que mantém uma coluna na Folha de S.Paulo, observa com propriedade as mudanças que está notando nos restaurantes não muito badalados de Paris. Eles estão alterando a qualidade das cozinhas apresentadas, que eram boas. Numa recente visita àquela que ainda considero a capital da gastronomia mundial, também tive a oportunidade de observar aspectos do que ela vem apontando. Ao lado dos ótimos restaurantes mais considerados pelas críticas especializadas, os pequenos “bistrôs”, muitos familiares, contavam com preços convenientes e cozinha de elevada qualidade. Seus proprietários costumavam frequentar diariamente o mercado para conseguir os melhores produtos do dia para seus pratos, atendendo uma clientela regular. Hoje, só se localiza estes estabelecimentos com a ajuda de especialistas locais.

Com as elevações dos custos de auxiliares, surgiram muitas organizações que fornecem para os restaurantes “pacotes” de produtos semipreparados e alguns estabelecimentos mais simples acabaram mudando os seus cardápios, como observou Danuza Leão. Muitos estabelecimentos deixaram de ser artesanais, autorais, salvo os mais custosos que ainda se dão ao luxo de mantê-los, mas que parecem pressionados pelos críticos dos “guias de restaurantes”, mais preocupados com as aparências que as qualidades da cozinha.

bistroLALAS%20FRENCH%20BISTRO%20CHAIRSuntitled

Leia o restante desse texto »


Observações Sobre o Cotidiano das Pessoas

9 de dezembro de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Gastronomia, Notícias, Saúde, webtown | Tags: , ,

Mesmo num site que pretende contribuir para uma interação maior entre o Oriente com o Ocidente, além dos assuntos econômicos, políticos e sociais, existem diferenças que afetam diretamente o cotidiano das pessoas, que poderiam auxiliar nestes intercâmbios. Entre os objetos que são usados diariamente pela maioria das pessoas, estão os instrumentos para auxiliar na alimentação usual. No Ocidente, desde o século XVII, vieram evoluindo os talheres, que se inicialmente eram símbolos da riqueza, passaram recentemente a ganhar contribuições de designers que, além de suas formas, se preocupam com suas funcionalidades e adequações ergométricas.

No Oriente, os chopstick em inglês e os hashis em japonês foram encontrados nas escavações chinesas, datadas próximos aos 12 séculos antes de Cristo, como suas citações estão nos escritos de Han Fei (280-233 AC). Também vieram evoluindo, dependendo das regiões da Ásia, podendo ser encontrados de vários materiais, desde o marfim até os de madeiras ricamente trabalhadas, bem como os que vêm sendo condenados como os conhecidos como wari-bashi (descartáveis que consomem florestas de madeiras).

Hashi LV1270795799sGx7l3colher sopaorganizar_talher4_2991101213367816-Colheres-De-Sopa-De-Prata-Wenz-1

Leia o restante desse texto »


A Onda dos Izakayas no Japão e no Brasil

21 de novembro de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias, webtown | Tags: , ,

Os antigos nomi-yas (literalmente, estabelecimentos onde se bebe) ganharam uma versão atualizada com a denominação de izakayas e até mereceram um extenso artigo da Maria da Paz Trefaut, publicado no Valor Econômico. No Japan Today, publica-se uma lista dos melhores izakayas de Tóquio, mostrando que houve um sensível aperfeiçoamento nestes estabelecimentos nos últimos anos, virando uma nova onda internacional, como as que espalharam o sushi por todo o mundo. Existem até redes com muitos estabelecimentos, abandonando os agradáveis ambientes familiares do passado.

Junto com boêmios do naipe de um artista como Manabu Mabe, tive o privilégio de conhecer os antigos nomi-yas onde a “mama-san” nos servia bebidas acompanhadas de petiscos caseiros de sua própria lavra, normalmente conservas como os tsudanes, conservas variadas com ingredientes mágicos, como os produzidos utilizando os noris, algas que já não eram adequadas para, por exemplo, um maki-sushi. Cada pequeno bar tinha o seu tempero específico, e os fregueses, normalmente habituês, jogavam conversa fora com a proprietária que ficava do outro lado do balcão, sempre com uma conversa inteligente.

20090120-torys-interiorDSC01017Shigezo Izakaya Baruntitled

Leia o restante desse texto »


Aumento da Obesidade entre os Asiáticos

14 de novembro de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias, Saúde, webtown | Tags: , , | 2 Comentários »

 

Por: Paulo Yokota Seção: Gastronomia e Saúde, Editoriais e Notícias, WebTown Tags:

Os visitantes recentes da Ásia notam, com espanto, o sensível aumento da obesidade entre os asiáticos, quer seja de crianças como dos adultos. Tudo indica que está havendo um substancial aumento nos últimos anos, com o consumo dos chamados “junk food” entre os jovens, como a adoção de hábitos alimentares do Ocidente, sem uma adequada adaptação ao estilo de vida mais saudável que se observava no passado. O assunto mereceu, inclusive, uma importante matéria no jornal Nikkei de hoje.

Muitas interpretações são dadas ao fato de mais de 30% dos homens japoneses e 20% das mulheres já serem obesos, tendendo a se transformar em uma calamidade pública, como também se observa em muitos países emergentes que estão consumindo mais calorias. Os japoneses continuam consumindo alimentos rapidamente e muitas vezes ao dia, inclusive à noite, com produtos mais calóricos e as disponibilidades de transportes coletivos como o metrô estão exigindo menos caminhadas. Alguns procuram manter os hábitos alimentadores mais saudáveis, com menos sal e gordura, muitos produtos marinhos, legumes e frutas, mas as massas e as carnes estão mais presentes nos cardápios, inclusive com maior consumo do açúcar. O simples consumir tudo isto com mais vagar não parece ser a solução mais razoável ainda que ajude, pois se notam nos transportes coletivos pessoas que já podem ser consideradas portadoras de obesidade mórbida, sem que operações radicais sejam feitas como em outros países.

Nni20111114D14HH133123532

Leia o restante desse texto »


A Rica Gastronomia Chinesa

14 de outubro de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias, Saúde, webtown | Tags: , ,

f04da2db11221001d39e45Se existe algo que ainda não é bastante conhecido no Ocidente é a riqueza da gastronomia chinesa. A mais conhecida é a cantonesa, mas como a China é formada por diversas regiões com climas, etnias, culturas e outras condições diferenciadas, nada mais natural que contar com uma gastronomia extremamente rica, impossível de ser conhecida plenamente, mas que começa a influenciar as de todo o mundo. Fala-se de um livro de culinária contendo mais de 10.000 receitas. O China Daily de hoje traz um interessante artigo de Chloe Chen falando do Hongshaorou, o prato preferido dos chineses, segundo uma pesquisa efetuada pelo The Commercial Press.

Segundo a notícia, o Hongshaorou é um prato feito com camadas alternadas de carne gorda e magra suína, cozida num molho de soja, que deve derreter na boca. É um prato caseiro, com reluzente carne avermelhado e combina muito bem com o arroz. Dizem que teve origem na Dinastia Song (960-1279) na província de Hubei, e o seu inventor era o poeta Su Dongpo. Ele cortou a carne suína em cubos de 3 centímetros, deixando-a em água e vinho de cozinha, e a cozinhou por duas horas em fogo lento. Para comemorar o evento, o poeta escreveu algumas linhas: “aquecido em fogo lento com pouca água, suas melhores qualidades surgem quando se cozinha por uma perfeita quantidade de tempo”. Ou seja, o ponto de cozimento é fundamental, como na maioria dos pratos. Ele se tornou tão famoso que foi nomeado prefeito da cidade de Hangzhou, na província de Zhejiang.


Gastronomia da Região de Tóquio

8 de outubro de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias, Saúde, webtown | Tags: , , ,

Nem todos sabem que o soba, macarrão feito de trigo sarraceno, é o prato mais típico da região de Kanto, Tóquio e arredores. E o mais conhecido é o simples ensopado que leva este tipo de macarrão, considerado mais saudável que os feitos de trigo, sendo apreciado até pelos que adotam a culinária macrobiótica. Mas poucos sabem que existem sofisticados restaurantes que servem uma refeição completa com as fortes marcas desta região, que, antes de se tornar a capital do Japão, tinha o nome de Edo. Muitos apreciam os sushis do estilo Edo-mae, sem conhecer as suas origens que remontam a esta época.

A região que guarda mais tradições da antiga Tóquio é a chamada cidade baixa, shitamachi, que tem como área mais autêntica Asakusa, que, além do seu famoso templo, apresenta muitas lojas de artesanatos e restaurantes tradicionais. No jornal The Japan Times, Robbie Swinnerton publica um interessante e esclarecedor artigo sofre o outono e a gastronomia clássica de Edo, com destaque para o soba, onde os melhores são preparados na hora, chamados teuchi-soba, com o macarrão preparado manualmente na frente dos fregueses.

fg20111007rsafg20111007rsb

Macarrão soba frio e o chefe de cozinha Takashi Hosokawa

Leia o restante desse texto »


Rangestsu de São Paulo com Constantes Aperfeiçoamentos

5 de outubro de 2011
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Gastronomia, Notícias, Saúde | Tags: , , ,

Os restaurantes e cozinhas japoneses que são comandados ou recebem consultoria do chef Shin Koike passam por constantes aperfeiçoamentos, refletindo a sua inquietude e criatividade. O Rangetsu of Tokyo de São Paulo ganhou um novo sushiman, Eijiro Yazaki, que domina a sua arte, parecendo ter sido treinado no Japão, selecionando os materiais utilizados como usando corretamente o idioma japonês. Cheguei a perguntar-lhe de onde do Japão ele vinha, e fui surpreendido que ele é brasileiro tendo trabalhado no Shin Zushi, o primeiro Shin que conheci nesta arte, ainda quando estava vivo e trabalhava no seu estabelecimento na Avenida Liberdade. O Shin Zushi mantém um intercâmbio com um ótimo estabelecimento que tem duas unidades da mais alta qualidade em Tóquio. Nota-se a melhoria sensível na qualidade dos seus sushis e sashimis no Rangetsu, o que é reconhecido por alguns críticos de respeito.

Agora o Rangetsu anuncia um pequeno programa de degustação da sua cozinha, acompanhado de vinhos, que é sempre interessante, ainda que eu continue preferindo que o jantar seja acompanhado de saquê. Um programa somente para os próximos dias 10, 11, 17 e 18 de outubro, restrito ao seu balcão, limitado a 7 pessoas por sessão. Serão degustações completas com entradas, sashimis, pratos quentes e sobremesa, acompanhados por vinhos recomendados por um sommelier.

entrada1sashimi

sushipratoquente2

Entrada, sashimi, sushi e pratos quentes do menu degustação do Rangetsu of Tokyo

Leia o restante desse texto »