Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Bomba, Bomba! Revolução Mundial nos Combustíveis

18 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Tecnologia | Tags: , , ,

Na recente 15th Annual National Ethanol Conference em Orlando, Flórida, duas empresas dinamarquesas, a Genencor e a Novozyme, anunciaram a descoberta de uma nova enzima capaz de reduzir o custo dos combustíveis para os consumidores. Ficaria abaixo dos combustíveis derivados de petróleo, a cerca de US$ 2,00 por galão.

O curioso é que as duas empresas anunciaram a descoberta quase simultaneamente, mostrando que as pesquisas neste segmento não poluente avançam rapidamente. Evidentemente, a descoberta está patenteada.

Leia o restante desse texto »


Passo Decisivo Para Mistura de Etanol na Gasolina no Japão

17 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Tecnologia | Tags: , , ,

A Nippon Oil, uma das mais poderosas petrolíferas japonesas que era estatal, já possui uma unidade em Negishi, perto de Yokohama, produzindo gasolina com etanol. Os japoneses chamam esta mistura de biogasolina e a consideram amiga do meio ambiente. Anunciaram que no próximo ano fiscal, que começa em abril, mais três de suas refinarias passarão exclusivamente à biogasolina, segundo o respeitável jornal econômico Nikkei.

Estas refinarias se localizam em Oita, Osaka e Okayama. Assim, quatro das sete refinarias que possuem trabalharão com biogasolina. Já existem mil postos afiliadas da Nippon Oil trabalhando com biogasolina e devem passar para dois mil no próximo ano fiscal, que vai até março de 2011, atendendo cerca de 20% de toda a sua rede.

Esta é uma notícia alvissareira, pois as usinas brasileiras de etanol vieram insistindo durante muitos anos com o Japão, sofrendo restrições das distribuidoras de gasolina. Elas alegavam que o elevado custo dos postos duplicaria seus tanques. A Nippon Oil possui uma forte liderança sobre as demais distribuidoras, por ter sido uma espécie de Petrobras do Japão. Isto significa que os automóveis que circulam no Japão só não terão acesso à biogasolina em algumas poucas regiões daquele país.

A Nippon Oil será fundida em abril deste ano com a Nippon Mining, e uma ou duas novas refinarias de ambas passarão a produzir gasolinas ecológicas a partir da primavera japonesa (abril a junho). Elas estão se esforçando para competir com os carros que utilizam energia elétrica.

A Nippon Oil é a líder no mercado japonês de distribuição de gasolina e está empenhada em substituí-la por biogasolina. Esta é a grande notícia que o Brasil esperava, ainda atualmente a mistura de etanol seja pequena no Japão. O Brasil é o grande produtor de etanol, com custo competitivo, no mundo.


Agressividade Empresarial nas Lojas para Homens

17 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Empresas | Tags: , ,

As redes de lojas de roupas para os homens sempre foram menos criativas que as femininas, pois as mulheres sempre exigiram o acompanhamento da rápida evolução da moda.

A Aoyama, uma rede especializada em roupas masculinas que está ampliando a sua rede, também está inovando, visando utilizar técnicas que eram das indústrias.

Leia o restante desse texto »


Usando a Criatividade

17 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Empresas | Tags: , | 2 Comentários »

uniqlo

Como já mencionamos neste site, a rede de lojas Uniqlo do Japão vem se comportando com grande agressividade, pretendendo ampliar seus investimentos em todo o mundo.

Agora, anuncia-se no Japão que ela lança produtos baratos que podem surpreender o mundo. Um conjunto de duas peças de “jeans” está sendo lançado por menos de US$ 18, com um “design” adequado e qualidade aceitável, sendo de grande durabilidade.

Leia o restante desse texto »


Crescimento Econômico no Mundo

17 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , ,

Em que pese o pessimismo natural dos analistas econômicos, o crescimento vem ocorrendo nos mais variados países. No Japão, o ultimo trimestre do ano passado surpreendeu a todos, atingindo mais de 4% com relação ao mesmo período do ano passado.

Na Índia, anuncia-se que o ano financeiro que se encerra no próximo mês de março deve apresentar um excepcional crescimento de 7,5%, estimando-se que no próximo ano supere a 8%, que é muito elevado para um país com sua dimensão.

Leia o restante desse texto »


O Japão: Dicionário e Civilização

17 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura | Tags: , , ,

o japao dicionario

De Louis Frédéric, tradução (do francês) de Álvaro David Hwang, revisão técnica de Jorge Júnior de Prado e Jussara Kazue Ichioka, São Paulo, Globo, 2008.

 

Ganhei há alguns anos do editor e amigo José Mario Pereira, meu editor da Topbooks, Rio de Janeiro, a edição original em francês desta obra, e vim utilizando-a como fonte básica de consultas sobre as questões relacionadas com o Japão.

Descobri que se dispõe, recentemente, de sua tradução para o português num excepcional trabalho de cerca de 1.500 páginas, e compartilho com o autor das mesmas razões de sua elaboração, que justificam esta edição na língua de Camões.

Leia o restante desse texto »


Sushi Técnicas e Receitas

17 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Gastronomia | Tags: , , , | 4 Comentários »

Sushi Uk AS01 PLC6.qxd:Sushi Uk AS01 PLC.qxd De Kimiko Barber e Hiroki Takemura, Publifolha, São Paulo, 2008

Todos os livros nos ensinam alguma coisa. Este, encontrado ao acaso numa livraria modesta, barato, não despertava grandes expectativas, apesar de sua capa dura, boas fotos de Ian O’Leary, tradução do inglês por Elvira Serapicos, consultoria do conhecido crítico de gastronomia Josimar Melo.

Os autores, Kimiko Barber, saiu do Japão em 1972 para estudar na Inglaterra, trabalhava na área financeira e encontrou sua vocação na edição de livros na Books for Cooks, na Notting Hill, rua conhecida pelas suas livrarias; Hiroki Takemura começou como muitos verdadeiros sushimen, ajudando nas tarefas mais simples de um restaurante de sushi em Matsuyama, na ilha de Shikoku, no Japão. Levou 10 anos para receber a permissão para ficar no balcão, já em Osaka. Mudou-se para Londres em 1982, trabalhando nos melhores restaurantes japoneses da cidade. Em 1996 foi convidado para comandar a equipe do Nobu de Nova York em Londres, depois de passar um período para absorver o estilo da nova casa.

Leia o restante desse texto »


Dívida Pública

17 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Notícias | Tags: , , , , ,

Com o problema que vem afetando a Grécia, há uma crescente preocupação com os endividamentos ocorridos em todo o mundo, com os esforços para a superação da atual crise.

Num interessante artigo de Vikas Bajaj e Keith Bradsher publicado no New York Times e reproduzido pela Folha de S.Paulo, utilizando dados do FMI, mostra-se que os endividamentos governamentais no ocidente são superiores aos dos países orientais, salvo o Japão.

Leia o restante desse texto »


Materiais Para o Shojin Ryori

17 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Gastronomia | Tags: , , ,

Examinando a lista das matérias-primas utilizadas pelo “shojin ryori”, a culinária natural de origem budista, juntamente com o chef Shin Koike, constata-se que muitos fazem parte do cotidiano dos brasileiros que apreciam a culinária japonesa. Até de forma muito intensa e surpreendente.

Alguns podem apresentar limitações por não preencherem a condição de serem naturais, não utilizando fertilizantes e defensivos químicos. Mas, no geral, podem ser encontrados nas feiras-livres, supermercados ou mercados que suprem os restaurantes.

Leia o restante desse texto »


In On It Está em Cartaz Fazendo Sucesso

17 de Fevereiro de 2010
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura | Tags: , , , , , | 2 Comentários »

in on it Está em cartaz em São Paulo uma peça teatral universal das mais intrigantes do mundo. O texto é do canadense Daniel MacIvor, a competente direção é de Enrique Diaz, com dois atores internacionais excepcionais, os brasileiros Emilio de Mello e Fernando Eiras.

É uma peça que fala do relacionamento dos seres humanos contemporâneos, um problema universal, da forma mais intrigante possível. Num palco despojado, os dois atores colocam “flashes” muitas vezes incompreensíveis, que eles confessam nos catálogos, até para os responsáveis pela peça. Mas que obrigam a platéia a pensar e a reagir de forma surpreendentemente bem.

Leia o restante desse texto »