Tentando aproximar a Ásia da América do Sul e vice-versa

Discussão Entre Chineses Sobre Política Econômica

25 de maio de 2016
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais e Notícias | Tags: , ,

clip_image002Yu Yongding (foto) é um experiente profissional chinês que já ocupou cargos importantes na China e no exterior, e escreve um artigo no Project Syndicate mostrando sua discordância com a atual política econômica visando reduzir o impacto da desaceleração do crescimento naquela economia.

Leia o restante desse texto »


Responsabilidade Social do Futebol e da Copa do Mundo

20 de junho de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Cultura, Editoriais, Notícias | Tags: , , , ,

Neste período da Copa do Mundo, muitas das atenções de cerca de metade da população mundial acabam voltadas ao que está acontecendo nesta competição que se realiza no Brasil. Um esporte como o futebol que atraia a tantos acaba sendo utilizado pelo marketing de grandes empresas como as que estão patrocinando estes eventos, e deve-se reconhecer que sem elas não seria possível realizar um evento desta magnitude. No entanto, um artigo publicado pelo Project Syndicate por Kent Buse, da UNAIDS – Organização das Nações Unidas para a AIDS, e Sarah Hawkes, da Global Health e Wellcome Trust do Reino Unido, chama a atenção a alguns aspectos relacionados com a responsabilidade social dos envolvidos, com destaque nos assuntos relacionados com a saúde nos países pobres,

O artigo lembra que a legislação que proibia o uso do álcool nos estádios brasileiros teve que ser alterada para atender as conveniências de uma conhecida produtora de cerveja, hoje controlada por um grupo brasileiro, o que nem sempre é conhecido de todos. Também refrigerantes açucarados como fast foods que não são recomendados para a preservação da boa saúde fazem maciças publicidades, conseguindo elevar expressivamente os seus consumos, notadamente entre as populações modestas de países pobres. Como também existem produtores de materiais esportivos, mas seus preços são exorbitantes não se destinando aos esportistas pobres que poderiam melhorar seus aspectos físicos. Na realidade, o que se poderia pensar é no estímulo das responsabilidades sociais dos empresários de forma que os seus produtos poderiam ser utilizados para a melhoria da saúde.

Kent_Sarah_bigproject-syndicate

Kent Buse e Sarah Hawkes

Leia o restante desse texto »


Saúde Global 2035 no Project Syndicate

19 de abril de 2014
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Medcina, Notícias, Saúde | Tags: , ,

Um grupo de 25 especialistas abnegados do mundo elaborou o plano chamado Saúde Global 2035 divulgado no site do Project Syndicate por Gavin Yamey, da Universidade da Califórnia, e Helen Saxenian, do Results for Development Institute, ambos participantes deste grupo. Eles afirmam que o mundo está passando por um ponto de inflexão histórico onde os medicamentos hoje disponíveis, as vacinas e outros instrumentos de saúde permitiriam a redução da lacuna entre países ricos e pobres em matéria de saúde no prazo de uma geração. O ambicioso programa de investimentos permite que cada dólar investido proporcione um retorno de 9 a 20 dólares, o que é simplesmente espantoso.

Este grupo trabalhou por um ano identificando os instrumentos, sistemas e financiamentos que seriam necessários para garantir esta convergência global que poderia salvar milhões de vidas, reforçar o bem-estar humano e proporcionar aumento da produtividade para estimular o crescimento econômico. Segundo os autores, 10 milhões de vidas anualmente seriam beneficiados e, por incrível que pareça, com elevados retornos econômicos que se espera estejam bem calculados.

gavinhelen

Gavin Yamey                                                            Helen Saxenian 

Leia o restante desse texto »


Comunidade Asiática Emergente Segundo as Filipinas

16 de setembro de 2013
Por: Paulo Yokota | Seção: Economia, Editoriais, Notícias, Política, webtown | Tags: , , ,

Fidel V. Ramos foi presidente das Filipinas e é membro do Grupo de Pessoas Eminentes da ASEAN – Associação os Países do Sudeste Asiático que está rascunhando as diretrizes para a Carta desta organização. Ele apresentou um artigo que foi publicado no Project Syndicate colocando de forma aguda e enfática pontos cruciais para estes entendimentos, numa linguagem que nem sempre pode ser entendida como diplomática. Ele menciona que a China vem apresentando reclamações territoriais sobre mares do Sul e do Leste Asiático, criando conflitos com as Filipinas, Vietnã e Japão, impedindo a segurança regional indispensável para o planejamento dos investimentos, o que provoca uma competição militar não declarada com os Estados Unidos para que haja um contrapeso.

Ele utilizou as declarações do vice-presidente dos Estados Unidos Joe Biden que estariam alocando atenção e recursos para a região a fim de assegurar a sua estabilidade e segurança. Isto visaria gerenciar os conflitos de forma pacífica. Sem dúvida, estas declarações são duras, mostrando as diferenças de opinião que existem com a China. Fidel V. Ramos vê as ações internacionais para formar uma comunidade regional semelhante à europeia, com pleno direito diplomático e econômico, que os líderes regionais esperam que esteja concluído em 2015. Visaria para a região um desenvolvimento sustentável voltada para o exterior, resistente, pacífico, estável e próspero. Seriam objetivos ousados que necessitariam de ajustes que deverão envolver duras negociações entre os países, com dimensões e características diferentes.

ramosasean

Fidel Valdez Ramos

Leia o restante desse texto »


A Cruzada de Bill Gates

7 de maio de 2013
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Notícias, Saúde, webtown | Tags: , , ,

Bill Gates, depois de acumular uma fortuna, dedica-se a trabalhos de cunho social, principalmente com preocupações com os países mais pobres, induzindo outros bilionários a fazer o mesmo. Num artigo publicado pelo Project Syndicate, ele descreve a necessidade de ajudar os países pobres na melhoria de suas estatísticas, notadamente nos diversos e precários atuais indicadores do desenvolvimento. Os doadores precisam tomar as decisões sobre onde concentrar os recursos escassos para financiar os seus programas de desenvolvimento, mas encontram limitações de dados para os seus julgamentos.

Tradicionalmente, os doadores como Bill Gates utilizam os dados como o PIB per capita, ou seja, os valores dos bens e serviços produzidos pela população de um país num determinado período, e as melhorias que estariam ocorrendo com os diversos esforços. No entanto, ele constata que estes dados ainda são precários, por todas as razões que discute no artigo. É muito difícil elaborar boas estatísticas que sejam comparáveis entre os diversos países ou no transcorrer do tempo. Ele cita que a internet ampliou o acesso às informações, inclusive para as crianças, de forma gratuita. Como isto seria medido pelo PIB? Pergunta ele.

bill-gates-and-melinda-gates-cascade-llc

Bill Gates e sua esposa Melinda

Leia o restante desse texto »


Dimensões Chinesas nas Crises Como nas Reformas

17 de agosto de 2012
Por: Paulo Yokota | Seção: Editoriais, Notícias, webtown | Tags: , , ,

Tudo que envolve a China possui dimensões astronômicas, e a desaceleração da sua economia preocupa a todos, pelos efeitos que pode propagar por todo o mundo. Todos esperam um “soft landing”, mas análises cuidadosas procuram identificar as reformas reclamadas até pelas autoridades chinesas, pois apresentam uma grande complexidade, como é fácil de ser imaginado. Andrew Sheng e Geng Xiao, dois especialistas financeiros de Hong Kong, publicaram um didático artigo no Project Syndicate, falando das transformações necessárias. E o especialista sobre a China Michael Pettis publica no seu site um artigo tratando do mesmo assunto, perguntando se a reforma já teria se iniciado.

Os autores chineses historiam, segundo eles, como ocorreram as três últimas décadas que permitiram um desenvolvimento da China conectado com o mundo, com um sistema de produção integrado e global sem precedente em escala e complexidade, que estariam baseados em quatro pilares. E apontam o triplo desafio da crise da dívida europeia, recuperação lenta dos Estados Unidos e uma forte desaceleração da economia chinesa, que evidentemente estão integrados, que apresentam alguns pontos em comum com as preocupações de Michael Pettis.

andrewXiao%20Genguntitled

Andrew Sheng, Geng Xiao e Michael Pettis

Leia o restante desse texto »